quarta-feira, janeiro 03, 2007

NAU CATRINETA




Lá vem a Nau Catrineta

Que tem muito que contar

Ouvide, agora senhores,
Uma história de pasmar.

Ora cá está de novo o QUO VADIS LUSENSE que vos quer contar uma história de pasmar. Ouvide:
Andava o velho Hassan a ler o livro das MIL E UMA NOITES, quando, de repente, se apercebeu que o "seu" CORÃO estava sem audiências. Vai daí, lembrou-se de descarregar o seu fel para cima do livro ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS que também trazia no seu alforge. Era grande a sua alforjada e, Hassan, andava muito cansado e preocupado. Homem de alma alvinitente, consagrava a sua vida a Alá pedindo incessantemente a interferência de Maomé. Pensou em ir a MECA para confessar um grande pecado que tinha sido o de subornar a contagem dos camelos do vizinho, enganando-se nos números.
Hassan vivia em Marrocos e pediu ajuda a Espanha fazendo ecoar o som estridente do seu grito através do rochedo de Gibraltar. E foi tão forte o seu pedido que fez ricochete no rochedo e, o seu grito de angústia, foi parar a Santiago do Chile onde a deusa Freyja o acolheu no seu leito puro e belo.
Hassan aceitou as honras da Deusa Freyja que foi a sua divina catarse. Lembrou-se de Aristóteles e entoou-lhe uma das mais belas canções árabes. O resultado foi o mais desastroso possível porque FREYJA só gostava da música dos ABBA. Freyja perfurou-lhe a epiglote com a sua lança de guerra e, Hassan, ao comer em celerígrado o que semeou no terreno do vizinho, encalistou-se a ele próprio e morreu de espasmofilia, o cheesecake foi demasiado e mortalmente indigesto.
Agora Hassan vagueia pelas trevas à procura das suas 7 (ou sete a multiplicar por 10) virgens que lhe foram prometidas por ser um mártir fundamentalista e que nunca esteve de acordo com a BÍBLIA do vizinho.
Alá castigou-o transformando-o em macaco, mas primeiro teve de passar por cão rafeiro. Foi o seu limbo...
Já mataram o seu galo
Que tinham para cantar
Já mataram o seu cão
Que tinham para ladrar.
Adeus amigos e até à próxima história do professor. Isto agora não foi um epimítio!
Portem-se bem, está bem?

9 comentários:

mymind disse...

heheh! a passagem de cao rafeiro a macaco deve ter sido fantastica, LOOOL
=D

Acácio Simões disse...

é pá...quem escreve assim não precisa de tomar os remédios!

Quo Vadis disse...

Lá isso é verdade!!! Nada de remédios, ti Acácio! Nem para a verga...lolololol

Quo Vadis disse...

Es la respuesta a los nicks espanioles FREYJA!

VIVA SANTIAGO DE CHILE!!!

VIVA SALVADOR ALLENDE!

HASTA SIEMPRE!

Freyja disse...

LAMENTO QUE EXISTAN PERSONAS ASI

VIVA CHILE
VIVA SANTIAGO DE CHILE
VIVA SALVADOR ALLENDE


BESOS Y SUEÑOS

Yammallah disse...

venho por este meio
por o dito plo nao dito
nao quis e nem anseio
criar nenhum conflito

respeito abba e love storyes
carlos paiao e outros sonoros
nao quero fama e nem gloryes
por isso nao posto cenas doutros

a tua mente é sã e esperta
escreves com resposta aberta
a textos de forte estrago
porque ves e ficas pikado,

mas ando aqui so pa dizer
q nao quero apodrecer,
nem me quero perder
em posts de sonolencia
pois nao kero audiencia
nem a tua compreensão,
Nao quero ser tendencia,
Nem ouvido plo povão..

a minha influencia
ta na referencia
que trago da adolescencia
que faz
1 sequencia
de frases
em consequencia
sobre o redor,
TV Radio e imprensa,
nao kero atenção
nao curto esses actos
quem gosta faz referencia
e quem nao gosta...
Paciencia...

Mas pk aki teclamos,
Mas na rua nao nos cumprimentamos
vou-m por a andar ou nao tardamos
a falar do q nao gostamos,
e nao kero esse stock
Acabou-s a guerra, vou-m calar
so n gosto do karaoke,
em k o Luso s ta a tornar..

Sem conflitos quo,
nao ando aqui pa cenas tristes,
foi na brinca..
Nao Vistes?
Mas ta td.. boa posta..

Yammallah disse...

e so pa terrminar o loop..
kd comentares desliga o caps lock..
zum_

Zeca Paleca disse...

YA MEU !

Tens jeito para poeta.

VOU DESLIGAR O CAPS LOCK

E vou fazer-te um convite:

Vem pertencer à nossa equipa de verdadeiros Amigos.

O lema é : UM POR TODOS E TODOS POR UM.

Ps: desculpa o caps lock

Zeca Paleca disse...

et pluribus unum

exaequare dicta factis

YAMMALLAH