domingo, março 11, 2007

MINHA ROSA

Eu quero essa rosa pra mim, machucada,
Eu a quero, meio inteira, despetalada,
Quero-a sem riso, adoentada,
Quero, que nunca me afastarei da rosa amada.

Já tive dela o beijo ardente,
E ela já me cuidou doente,
Porque larga-la se ainda sente,
O meu coração, ela ausente.

Quero-lhe todos os seus mistérios,
Mesmo que desse infortúnio fique séria,
Nós que já sorrimos juntos, se fere
A minha solidão, meu amor difere.

Quero do mesmo jeito de antes,
A agonia que já avante,
A leva por meus instantes,
De lembrança, amor, amante.

Posto minhas mãos fechadas,
Com a rosa, o amor, confortada,
É aqui, o meu peito, sua morada,
Outro amor, de ninguém, ouvirá nada.

Não se imagina falar em não querer,
Quem na vida quis, e desejou, de arder
Pois a rosa e eu sempre fomos de ser
Um para o outro do tempo perder.

6 comentários:

BALEIA AZUL disse...

hermoso Naeno
hay rosas bellas y hay rosas que clavan espinas y duelen

MY LOVE disse...

andaba buscando poesia y aqui la encuentro
bello

BLUE BEAR disse...

eset blog es muy lindo, entre palabras, versos, imagenes logran encantar

Mula Velha disse...

Naeno bello poema

sombras disse...

bello poema, me gusto
kiss

Naeno disse...

Obrigado, pelos comentários singelos feitos ao meu poema. A minha vontade agora era beijar uma por uma.

Naeno