terça-feira, novembro 21, 2006

RUTH MARLENE TAMBÉM NO LUSO?

A luta entre os Tascos no Luso está ao rubro!Umas fãs da conhecida e sensual cantora RUTH MARLENE, em resposta ao Tasco que contratou o Quim Torreiros, resolveu pressionar o proprietário de um outro Tasco lusense para trazer a famosa raínha do pisca-pisca também ao Luso e, assim, fazer face à concorrência que é feroz. Vai daí, o tal proprietário deu a sua anuência à pretensão das meninas e marchou logo para Lousada, onde, horas antes, Ruth Marlene tinha feito babar machos latinos nas festas da Senhora da Aparecida. Dois painéis da cantora em pose sensual ladeavam o palco, situado no desdobramento de uma rua. Desde o final da tarde que havia, por ali, água de Luso na boca e não era por causa do afamado cabrito da Pita Arisca. Ruth Marlene aperaltou-se numa casa da vizinhança, de onde saiu de rompante para espanto de quem passava: «É boazona, carago!» A Britney Spears portuguesa, de olhar matador, não perdoa. Tudo funciona na onda do «mexe, mexe, que eu gosto» e sem parança. Ruth acaba o show vestida de rendinhas brancas e fazendo uma dedicatória aos homens: «São os melhores pais, os melhores cozinheiros, os melhores donos de casa.» Muitos deles, de facto, ficaram com o ar de quem vestiria o avental se...
A azáfama dos autógrafos começou logo depois, por detrás do palco. O patrão do nosso Tasco tentava espreitar as calcinhas da Ruth. Crianças e adolescentes, sobretudo, procuravam obter o ansiado autógrafo. Elementos da comissão de festas mandam chamar a dona Fernanda, mãe de Ruth, «para entregar o cheque» porque vem aí fogo, não tarda. À coca de uma conversa com a estrela, o proprietário do Tasco do Luso coloca-se também na fila. Surpreendida ela sorri e desmancha-se em salamaleques. «Não posso ir ao LUSO antes do próximo disco. Mas o LUSO é diferente, não é?» É, disse o patrão do Tasco.«Em Agosto não descanso e adoro o Luso, tem tantas coisas boas, sobretudo água, caramujos, cavacas, tascos e homens belos.» Natural do Barreiro, 30 anos, Ruth entrega à mãe a tarefa de lhe tratar da imagem e de algumas roupas sexys que usa nos concertos. A cantora, que até caiu no goto do brasileiro Zeca Baleiro e queria ser psicóloga, busca nos livros de auto-ajuda a melhor maneira de lidar com o público. «Pimba, eu? Quem gosta, gosta. Quem não gosta, pode ir embora. É normal, não há drama. Eu revejo-me neste estilo de música.» Ruth Marlene deixou então de dar "paleio" ao famoso rei do tasco lusense e começou a orar à Virgem de Fátima. Terminada a oração Ruth interpela-o de novo:«Vocês, lá no Luso, têm uma imagem de Nossa Senhora de Fátima?». Apanhado de surpresa, o patrão balbuciou:«Temos duas, mas uma só está a 15%».

2 comentários:

Arrebenta Canelas disse...

Desta é que gosto. Eles olham prá direita e pisca, pisca. Eles olham para a esquerda e pisca, pisca. Tanto vale ser da esquerda como direita.

Peter Pan disse...

Eu gosto muito da Ruth. O problema é o novo namorado dela que é agora também o manager. A mãe e a irmã deixaram de falar para ela. Já votei na Ruth, a ver se ela se zanga com o gajo.Agora o Quim Barreiros ná, nesse nunco voto.