quarta-feira, dezembro 13, 2006

ADÃO E EVA - O PROBLEMA DA MAÇÃ

Se há por aí história mal contada é aquela de Adão e Eva no paraíso. Senão vejamos: Deus cria o Homem (entre outras coisas) e manda-o para o paraíso. Isto já de si é suspeito. Porque não o mandou para outro sítio qualquer? Porque não o mandou apanhar míscaros? Nunca saberemos, mas o que é certo é que o Homem lá foi diligentemente para aquilo que Deus convencionou por paraíso. Na realidade era um pardieiro vazio, sem interesse nenhum e completamente despovoado. Não fossem umas arvorezinhas, aqui e ali, e assemelhar-se-ia ao Alentejo profundo. Diz a história que Adão, farto de contar as árvores, que nem eram tantas como isso, meteu um requerimento a Deus para lhe arranjar companhia. Distraidamente Deus mandou-lhe uma ovelha e rapidamente descobriu o significado da contranatura. Decidiu então fazer um truque com uma costela de Adão, criando dali uma companheira para o entediado mamífero. Chamou-lhe Eva. Ainda hoje a ciência tenta perceber que conhecimentos de genética tinha Deus para fazer um truque daqueles.A questão das roupas é insidiosa… se os anjos e os arcanjos estão no paraíso bem vestidos, porque diabo colocou umas parras a tapar-lhes o geniturário?! Armani e Prada seriam mais plausíveis, bolas! Afinal de contas que paraíso era aquele? Depois vem outra parte incongruente: aquela em que Deus, num lampejo de autoridade tipo «quem manda aqui sou eu e vou inventar um facto ignoto para vos deixar a matutar». Decide, então, embirrar com as maçãs e proibir Adão e Eva de as comer. Qual é o problema das laranjas? E das papaias? Porque não proibir as bananas? Ou toda a gama de frutos secos? Só incongruências…
Chegamos então à parte da cobra que falava. Tudo bem! Eu até ter ouvido as declarações de CAROLINA SALGADO, achava que as cobras não falavam, portanto isto até faz algum sentido no meio desta trapalhada toda. Mas a questão é que a cobra de Adão e Eva demonstra uma obsessão voyeurística por maçãs. Gosta de as ver serem comidas. Há gostos para tudo!…Finalmente os ADÃO E EVA comem a maçã e Deus aparece para os expulsar do paraíso e não se fala mais nisso. Porquê? A história acaba aqui. Porquê?! Então e a vida porca que eles levaram depois, com a obsessão insidiosa que Adão desenvolveu por ovelhas que tantos pecados trouxeram até aos tempos de hoje, onde se desenvolvem outras nebulosas tão perversas? Nem Sócrates contava tão mal uma história destas, mas eu conheço um gajo do Luso que tem um quiosque que a contava muito melhor. O problema é que ele está sempre (ou quase sempre) de férias.

1 comentário:

Gato Sapato disse...

Eu gosta mais de os ver vestidos de VERSACE e com perfume JEAN PAUL GAUTHIER.