terça-feira, dezembro 19, 2006

BOLO-REI

Posted by Picasa Já bolo rei não sou! Ao ventre obeso
De muita gente eu desço em mil fatias
Entre risos, discursos e alegrias
Regado a espumante em contrapeso.
Reparo quanto é justo o meu desprezo
Neste reinado efémero de uns dias
Vendo parar junto das confeitarias
O Povo bom de olhar brilhante e aceso.
Eu me arrependo ao ver desperdiçada
Tanta farinha em terra, cinza e nada
Num Mundo em que a moral desbota.
Mundo triste de loucos e de ganância
Onde uns comem o bolo em abundância
e os outros dão um brinde com batota...
J.Antão

7 comentários:

Quim Torreiros disse...

Acácio Simões: A quem vai sair a fava?lolololol

Quim Torreiros disse...

Será ao Tonel?lolololol

Conceição Bernardino disse...

Já comia uma fatia que belo esse bolo-rei...
beijinhos
Conceição Bernardino

Mula Velha disse...

Já se comia com espumante das Caves Messias que o CACITO arranja à borla!!! Não...? Forretas aqueles tipos.

Acácio Simões disse...

à borla?!!! ó tempo que não vou a uma procissão!!!

El Tonel disse...

Mais vale a fava que o brinde... dasssseeee

Doutor Jivago disse...

Conforme o brinde.lololol