quarta-feira, dezembro 20, 2006

EL TONEL

Era um amor de criança, o Tonel. Bebia do fino e à grande, vindo a abandalhar-se muito mais tarde quando decidiu meter-se nas mines.
Posted by Picasa

3 comentários:

El Tonel disse...

Tá aqui uma coisa mal: eu não bebo dessas mijocas estrangeiras enlatadas.... mas o resto da estória até bate certo...lololol

Conceição Bernardino disse...

Olá quero agradecer pelo carinho,
Desejar um FELIZ NATA E UM ANO NOVO CHEIO DE PAZ E AMOR.
OFEREÇO-LHE ESTE POEMA COM MUITO CARINHO
Beijinhos
Conceição Bernardino

Sentidamente sentido


Incrédula, surrealista
Este mar de gente
Que pensa que sabe o que sente
E não sente o que sabe
Por não saber sentir
Por não saber urgir
Do inócuo, do vazio
Os sentimentos são sábios
Não são pérolas nem fardos
Não são recantos atulhados
São lembranças do passado
Sentidos do presente
Que nos usam sem querer
Nos fere
Porque não sabemos sequer
O que realmente
Nos faz sofrer
Choramos o que não sentimos
Para sentir
As lágrimas que não choramos

Conceição Bernardino


Meus blogs http://amanhecer-poesia.blogspot.com

http://sentidos-visuais.blogspot.com

Gato Sapato disse...

Muito Bonito Conceição.
Felicidades e Boas Festas para si.