quarta-feira, fevereiro 21, 2007

A CIDADE DA FANTASIA

No projecto humano da liberdade e felicidade têm lugar central a técnica e a estética, o correcto e o perfeito, o bom e o belo, o ético e o sublime. A civilização assenta sobretudo na conquista da dignidade e estética da vida que a técnica possibilita: e não chegou ao fim. Estamos longe de ter quebrado todas as grilhetas que nos amarram ao chão inferior e tolhem a leveza dos nossos movimentos e sentimentos; carecemos de ser desacorrentados em muitas dimensões e pelos mais diversos meios e modos.
Estava eu a ler um livro do PATO DONALD, quando, de repente, soa o toque inconfundível e personalizado de um amigo a chamar-me para ir tomar um café, pois tinha umas novidades para me contar.
Entrei no carro e dirigi-me ao tal café. Ao passar uma curva apertada, «pisei» o risco contínuo e, logo por azar, andava por ali um GNR da Mealhada, muito conhecido por andar sempre a multar a malta. Tomei consciência da minha distracção e gritei: - «Já estou feito!».
O GNR levantou o braço e eu encostei o carro na berma. O agente fez-me uma vigorosa continência, cumprimentou-me e disse-me:
- «Senhor SANDOKAN (como é que ele sabia o meu nome!!!), eu estou preocupadíssimo porque, a esta hora, as crianças estão a sair da escola e, apesar de terem colocado para aí umas lombas novas, devidamente sinalizadas, o senhor SANDOKAN vinha a alta velocidade , ainda por cima, «pisou» o risco contínuo. O senhor estará consciente do perigo que pode causar às crianças que, por vezes, atravessam distraidamente a estrada, principalmente quando vêm a correr buscar uma bola que foi pontapeada para fora do recreio? Dê lá a sua opinião e diga-me o que é que lhe parece?
Fiquei sem palavras e meditei um pouco. Afinal o agente não me estava a julgar, simplesmente estava a chamar-me à atenção para a grave infracção que eu acabara de cometer e a lembrar-me que tinha de ser mais consciente e responsável ao volante.
Mandou-me seguir e desejou-me boa viagem.
Ao chegar ao café, o meu amigo riu-se e disse-me:
- « Já foste tramado pelo Cação! Quanto é que pagaste de multa?»

12 comentários:

Maria Strüder disse...

E quem nos defende da falta de civismo dos peões que se metem no meio da rua sem olharem para os carros e fora das passadeiras !!

Sandokan disse...

Isso também é verdade MARIA STRUDER.

Nokitas disse...

SANDOKAN U ABRAZO

RICO FILHO disse...

interesante post

Marco Gata disse...

hay infracciones que se pagan por no ser responsable

BREDAMAGIA disse...

ahhh ser mas consciente al conducir

sombras disse...

interesante
besitos

Mula Velha disse...

sandokan ehehehehh

BALEIA AZUL disse...

ESTA GORDA SIGUE REPARTIENDO BESOS

MY LOVE disse...

besos Sandokan

BLUE BEAR disse...

amigo lindos como tu My Love

camila disse...

abrazos a cada uno de los colaboradores, los post todos buenos
kiss