sexta-feira, fevereiro 23, 2007

DANÇA

Dançar não é um movimento

De percussão ao vento,

Como um instrumento musical.

É a entrega, por um momento,

Uma concentração,

De extrema beleza natural.

No chão, a levitarmos nos seguramos,

E assim permaneceríamos a ficar,

A dança, não o ruflar de sombreiras,

Entrega, desejo, força de estar.

Estar entre o céu e a terra,

Mas para ao céu menos ao chão,

Um novo tempo alcançado,

Onde exerce o mesmo amor,

O mesmo intento a mesma paixão.

Onde a alma dessa experiência boa,

Ela conte e não o olhar, a boca,

Sem descaracterizar o bem do amor,

Nem falar nada, que seja à toa.

A dança é como um amor fugaz,

O que falta, o que sobra,

Sair entrar, e repetir, cansar,

Isso na dança também se faz

4 comentários:

xingweb disse...

hello,I recommend to you the best browser in history,I really loved it,I hope you may want to download and try. thank you.

sem-comentarios disse...

gostei da tua dança :)

Topo de Gama disse...

Dançar mesmo, dançar.. Nao sei... Mas curto abanar o cullo ao som dos mais diversos sonoros :D

Freyja disse...

NAENO

PARA MI LA DANZA ES LO MAS BELLO
LOGRA EXPRESAR LO QUE EL ALMA Y EL CUERPO SIENTE
LA DANZA ES COMO EL AMOR, SE SIENTE Y SE VIVE
BESITOS



BESOS Y SUEÑOS