quarta-feira, março 14, 2007

__ A história da humanidade sempre foi uma sucessão de horrores. Guerras, chacinas, massacres, assassínios, mulitalações, torturas, explorações e estupros sempre fizeram parte da paisagem humana. Mas os tempos pós-modernos e neoliberais trouxeram um horror ainda maioir: esses horrores todos não geram mais indignaação nos meios bem-pensantes. Durante milênios e até poucas décadas atrás, todos esses males eram meios condenados moralmente pelos líderes éticos das sociedades, principalmente entre os que detinham meiois de se comunicar com mais gente.
Hoje, a guerra só incomoda a opinião pública americana quando o número de seus msortos é muito alto; de modo geral as guerrras são apoiadas, porque garantem os recursos, como o petróleo, necessários para o bem-estar da população. A democracia americana, de tão gloriosas origens, hoje é um meio de decidir quais serão os próximos ataques a outros povos. As chacinas no Oriente Médio só despertam a indignação da mídia grande na pequena minoria de casos em que suas vítimas são israelenses. O mundo assiste sem se mexer os massacres de Darfur e em tantos outrois lugares da África, que não merecem nem sequer destaque no noticiário.
Os "assassínios seletivos" agora são prática comum de vários governos, e não despertam a indignação de ninguém, a não ser de suas vítmas. São considerados mais uma política entre o leque de opções abertas aos Estados.
Sopbre as mutilações, há quem defenda que a circuncisão feminina deve ser tolerada, porque ninguém se opõe à circuncisão masculina.
As torturas agora são legais nos Estados Unidos, em Israel e em vários países islâmicos. Até se argumenta que a legalização das torturas serve de contenção aos piores excessos dos seus agentes, pois só seriam praticadas as torturas legalizadas, ao contrário dos países, como o Brasil, em que a tortura é ilegal, mas é praticada sem limites. As pessoas lêem isso nos joirnais e passam para o assunto seguinte.
Quanto à exploração de serem humanos por seres humanos, simplesmente, com a derrocada do comunismo, saiu de moda falar do assunto.
Finalmente, quanto aos estupros, há quem diga que a pedofilia deve ser tolerada, alegando hipocritamente, que hoje se toleram o homossexualismo e outras práticas sexuais antes condenadas, como a masturbação. Não há mais valores sagrados, nem às crianças.

5 comentários:

Nokitas disse...

Naeno
no hay que darse por vencidos, estamos perdiendo frente a la guerra, la hipocresia, la maldad
el hombre se esta destruyendo frente a poder
tenemos que unir al mundo, que la libertad y la paz la vivan todos
que la pobreza se derrote
que los que tiene poder no torturen mas la pobreza
besitos

Naeno disse...

Eu concordo contigo. O mundo é para os homens, mas parece que eles não vêem assim. Com certas coisas adversas, como a luta eterna entre Israel e Palestina, que é mais uma guerra diplomnática e de poder, não haver ninguém que interfira. A ONU hoje é um cabide de empregos. Não vem cumprindo o seu papel, pelo menos, prestando conta e apoiando aos seus signatários, quando por exemplo permitiu, e nisto é cúmplice com a invasão do Afegnistão, com a destruição do Iraque com os massacres nos países da África, com o próprio degredo de Mandella. Uma União das Nações Unidas, que se dar a isso melhor é ser extinta.
Só tem perdeu o seu valor histórico.

Um beijo, te amo
Naeno

Luso: Prós e Contras disse...

LA SOBERBIA DEL HOMBRE A DIVIDO AL MUNDO EN PAZ Y GUERRA
KISS

Freyja disse...

Naeno
el poder a matado en el hombre el amor y la paz
se ha olvidado de los mas desamparos
ha quitado la libertad a muchos y a los niños le ha privado hasta de jugar
el hombre mata al hombre por poder y hace la guerra
besitos

camila disse...

el hombre con su poder y sobervia destruye al hombre mismo
kiss