domingo, abril 01, 2007

FACADA NO MATRIMÓNIO




MAS, AFINAL, VOCÊ TEM MEDO DE QUÊ?

Para sermos felizes, temos de superar o medo e a melhor maneira de o fazer é com muito AMOR. Eu sei que há, no entanto, muitas pessoas que não encontram o seu amor. Ele existe, mas encontra-se bastante enterrado debaixo de uma camada gelada de ódio. Odiar é fácil.Pode-se odiar facilmente tudo desde a morte aos terroristas e, até, aquele "maluquinho" cuja CONTA CORRENTE não dá para mais, o tal que vomita ódio como o dragão expele o fogo. Vejam bem que nunca mais aprende escrever a palavra: ENERGÚMENO!!! Talvez esteja possesso do Demónio, o que é que se há-de fazer?!...

Temos que nos lembrar que o ódio faz danos interiores terríveis, porque tortura o amor, esconde o amor e muitas vezes mata o amor. Eu acho que o cérebro tem mais juízo do que nós, por isso afirmo que andamos a gastar energias escusadamente e, ao fim do dia, sentimo-nos altamente fatigados devido ao dispêndio de energia produzido pelo excesso de pensamento. Vocês, por acaso, já verificaram a vossa CONTA CORRENTE e não repararam que quem pensa muito e com ansiedade gasta energia vital do organismo? E depois o casamento é um fracasso, que é o que há-de acontecer ao matrimónio dos Marques. Esperem para ver...! Eu até sei que a diferença principal entre os sexos é que quase todos os homens são «fetichistas». Ah...pois é! Por alguma coisa FREUD considerava que depois dos quarenta e cinco anos de idade a psicanálise não podia fazer nada por um neurótico. Temos que ser mais pacientes e deixar de vez que a raiva invada o nosso ser. Se o conseguirmos vamos escapar, certamente, a cem dias de mágoa. Eu acho que a CONTA CORRENTE mais o energúmeno não têm hipóteses de escapar porque andam totalmente agónicos.

Não nos deixemos trespassar por setas envenenadas e saibamos atravessar o lodo que nos cerca, porque é apenas lodo, nada mais. As lutas do poder tornam-se viciantes, mas temos de nos concentrar naquilo que realmente somos e mantermo-nos assentes nas nossas próprias vontades.

Quando me procurares verdadeiramente, ver-me-ás de forma instantânea. Atenção a todas as facadas no matrimónio, porque a mulher deixou de ser noiva e, depois, pode zangar-se e arremessar a faca contra o parceiro.

JUÍZINHO!

7 comentários:

zeca paleca disse...

SANDOKAN: Tem cuidado com os MARQUES e com as suas diabruras. Tu já sabes como é a sua choradeira.
Cuida-te!

Nanny disse...

Este Zeca Paleca, que não pára de correr desenfreadamente, devia levar uns valentes açoites no rabiosque, para não andar a desassossegar o coração desta gata(grrr), se te agarro, quem te mata sou eu!

Meu tigre
O amor nem sempre é tapado pelo gelo do ódio, por vezes é o frio da desilusão que o tolda e nos faz ver aquilo que o calor do amor que sentiamos nos turvava a visão...

Mas este teu ódiozinho de estimação também te deixa toldado para outras visões... às vezes tenho a sensação que precisavas de respirar fundo, encolher os ombros e simplesmente dizer: QUE SE LIXE! (de preferÊncia com um F maiúsculo)

Beijinho da gata para o tigre da Malásia

mymind disse...

ou entao s n kerem levr facadas no matrimonio n s casem, lool. agr a seriu gostei do post, eh preciso saber VIVER e sermos nos proprios! =)

Peste disse...

calma, nõ ligues ao que na realidade nenhuma importancia tem

e aprende a ser mais paciente... já não se pode ter um dia de férias para repouso sem causar agitação??!!!

Calma... andas muito stressado...

Topo de Gama disse...

A ti deixo uma frase de um jovem poeta!

"o amor é mais fraco ke o odio.. Serei forte no meu proximo passo"

sê tu tb caro Sandokan

Abraço

Justine disse...

Tema para mangas...e eu não sou alfaiate..o que são facadas no matrimónio? Posso não ser fiel, mas nunca espetei facadas a ninguém...a isso chamo lealdade.
beijo

Peste disse...

beijos meu doce e boa páscoa para ti. adorei o postal.

volto 2ª :P