domingo, março 11, 2007

MORENAS MAGRINHAS

Fui morena magrinha, jeitosa
Toda roupa me vestia bem.
Todo brilho de luzes, de ouro
Combinavam com os olhos que tenho.

Toda flor era bem no cabelo
Todo homem a me arrodear
Os olhares, os mais sedutores
O jeito mais tolo de me conquistar.

Nem parece, sou eu bem de frente
Do espelho que mora em meu quarto
Me achando apressada no tempo
E me vendo mal acostumada.

Como as rosas tão murchas no vaso
Recurvadas, dizendo que a vida
É uma herança constante de odores
De belezas, Morenas magrinhas.

2 comentários: