quinta-feira, março 08, 2007

MULHERES

__Um dia para se homenagear as mulheres é muito pouco. O ano todo seria insuficiente. Porque todos os segundos de todos os minutos, todos os minutos de todas as horas, todas as horas de todos os dias, ainda é pouco. As mulheres, do ser bipolar criado por Deus, é o que mais se destaca pelas suas peculiaridades, que o mesmo Deus, em sua caprichosa ventura, ousou fazê-la de uma alegoria própria. A angelical figura, aparentemente frágil, mas que por dentro é uma retroescavadeira. Uma flor que se pega com cuidado para que suas pétalas não se esvaem com o vento, ou com um tropeço de quem a carrega, mas que tem no seu cerne, bem cravado a fecunda semente capaz de propiciar a visão de um jardim completo. Uma pluma de cai da fronde da árvore mais alta, em queda leve e vagarosa, pra onde acorrem todas as abelhas, sabendo estar ali o mais puro e rico néctar. A beleza, que se insiste vermos nas faces e no seu corpo escultural, mas que habita mais nos seus mais profundo íntimos. Uma canção que se canta de olhos fechados, presumido, parado, que se anuncia o mais forte das horas, o mais significativo, do que vemos sonhando, no dia, nas horas, nos meses e anos. Uma ave pequena de canto encantador, multicor, que ao vermos nos arrepiamos pela excentricidade e beleza, mas que quando abre o bico e entoa o seu canto abençoado a terra se enche, repleta, de sua presença.
E quem não presta atenção numa mulher. Todos prestam. Até umas às outras, porque o orgulho de uma, sabedora do que é, do seu papel no mundo, silente, mas sabedoras de que podem mais, realizam mais, fecundam, procriam, amamentam e dão ao mundo outros seres, que, por, sem seu ventre abençoado, seria incapaz o mundo tê-los. Os homens, as inventividades, falar-se em beleza, cortejar-se, enebriar-se, morrer de amor.
Algumas peculiaaridades Deus deu às mulheres além do homem – macho – No entanto, essas tais marcas adversas se contadas, passaríamos nossas gerações sem vê-las. Mirando, ajoelhados diante de uma Mulher.
Mulher ainda é, e sempre será. A rima certa para fé. Pois enquanto houver uma, e isso não se acaba, dado partir delas o pólen, passarinho à flor, o que é uma garantia do prosseguimento da vida.
Falando em vida, jamais de morte, é a mulher a dona da vida. Que nunca se julgou, mesmo em assim sendo e tendo a consciência absoluta de partiram de seus ventres os lacaios, os homens pacíficos, os profetas, os santos, os anjos, o gladiadores, Jesus Cristo, os ditadores aberrantes, os camikases, os inventores da guerra, e os protagonistas da Paz, como Mandela, Martin Lutter King, Ghandi, e outros tantos santos vivos que andam por aí. Ela nunca provou da guerra da discórdia entre os seres humanos, a não ser que lágrimas sejam armas, que saudades sejam espadas, que curativos sejam açoites.
Mulher um ser acrescentado, de virtudes, que o homem não tem, de uma capacidade de amar e orientar por caminhos bons esse amor que o homem não tem.
Que se alegra ao receber uma flor, sabendo que acolhe a si própria, e se mostra alegre, para não tirar dos homens o mérito, que é um engano, que elas preferem uma rosa à um beijo, à um afago, à um elogio à sua beleza.
Bem-aventuradas mulheres do mundo todo, porque todo mundo vos pertence, como todos os dias que passamos nele.

Com carinho, e obrigação.

NAENO

5 comentários:

Just Me...S disse...

Deliciosas estas palavras...

Maria Strüder disse...

Acho bonito mas sinceramente não percebo porque existe um dia da mulher.
Porque raio inventam este tipo de dias?!

Freyja disse...

MUY LINDO NAENO
FELIZ DIA A LA MUJER ETERNAMENTE
BESITOS

Borboleta disse...

Huummm... palavras lindíssimas só podiam ser para homenagiar o grande ser, que é a mulher!

Obrigado pela visita*
beijinhos*

Nanny disse...

Que belíssima ode nos ofertaste!

Obrigada pelo pedacinho de carinho que senti.

Um beijo doce