quinta-feira, abril 19, 2007

O ALQUIMISTA





Gonçalo era um homem triste, abandonado, cujas ambições começavam a esmorecer ao ponto de estabelecer um compromisso insidioso consigo, próximo por começar a aceitar as suas limitações, denotando mais recuo e lassitude perante o fracasso do que um discernimento correcto dos poderes que possuía. Esqueceu-se, completamente, que lhe ensinaram que somos todos heróis e génios em potência e que é preciso coragem para enfrentar o trabalho árduo, pois se o mergulhador pensasse sempre no tubarão, nunca conseguiria deitar mão à pérola. Tinha medo e todos sabemos como o medo é inimigo da tentativa, e isso, tornava-o fraco, subvertendo a sua confiança, interferindo com o seu desempenho, enfraquecendo as suas decisões.

Gonçalo procurou Carlos, o seu leal companheiro de tantas jornadas. Conhecedor e astuto, profundo estudioso do sábio Voltaire, Carlos ensinou a Gonçalo que o medo nunca pode gerar virtude e, assim, foram os dois consultar o ALQUIMISTA DE LORVÃO, porque a coragem é uma espécie de salvação e é preciso ter coragem para o mais estranho, o mais singular e o mais inexplicável que possamos encontrar.

O ALQUIMISTA deu AZOTH - o leite da virgem - a Gonçalo e aconselhou-o a orar e a trabalhar. Também o aconselhou a contrair o Matrimónio Alquímico para aumento e multiplicação dos seus seguidores, as ovelhas do seu rebanho. As suas laranjeiras iriam, assim, produzir melhores e mais frutos. Pediu a intervenção de Maria, a Judia, irmã de Moisés, filha de Platão, raínha da SABEDORIA. Acenderam uma enorme fogueira em honra de ALBERTO MAGNO, o feiticeiro da PAMPILHOSA sem botão e conseguiram perceber que o ódio é um sentimento que conduz à extinção dos valores.

Gonçalo regressou satisfeito da sua viagem e reconheceu que emoções como a culpa, a vergonha e o orgulho têm geralmente como objecto a própria pessoa ou coisas com que ele se identificava, como o seu concelho, o seu País.

A alquimia do ALQUIMISTA trouxe efeitos espectaculares ao ego de Gonçalo que usa agora um espelho para ver o rosto, mas ainda não usa as obras de arte para ver a alma.

22 comentários:

luafeiticeira disse...

Em primeiro lugar quero agradecer o comentário deixado no meu blog, em segundo quero comentar o post do 1º Ministro: Tb não sou engenheira, lic sim, e acho incrível a estratégia usada para calar legislações e amentos de impostos que têm surgidos; é que neste momento os olhares do Zé Povinho só estão virados para o canudo do Sócrates, que, obviamente, irá confirmar que é lic.
Jocas

Menina do Rio disse...

Penso que Gonçalo apenas não conseguia enxergar sua própria força e foi preciso que alguém lhes abrisse as cortinas que lhes tapavam a visão. As vezes a nos fechamos na conchinha de tristeza e não erguemos os olhos a luz...

beijos

Foxy disse...

Temos que aprender a valorizar-nos e depois apreciar a vida em pleno...

O Sentir dos sentidos disse...

Feliz com tua visita. :)

Ví na figura do Gonçalo,um pobre infeliz vestido de medos e inseguranças...(sentimentos compreensíveis neste louco mundo em que vivemos); Quem assim nunca abraçou tal sentimento, que levante a mão.Somos humanos, seres de natureza não absoluta, pois no absoluto impera a verdade única e pura inerente a Deus...um só Deus!
Somos mutáveis, pois aprendemos com nossas quedas e conquistas...estamos num constante devir...; A alquimía é bela e mágica,quando escrita e por aquele que tão bem lê...é metafísica quando ultrapassa as fronteiras do nosso pensar, empurrando-nos para o encontro de nós próprios;(auto-conhecimento);
Acredito, que quando encontramos a verdadeira essencia da vida...em sua mais profunda percepção...o ego inexiste, só a alma resiste.E, nem Magos, Alquimistas, ou grandes sábios...encontra tal tesouro, pois são "Humanos"...e, só mesmo quando o descanso eterno então deitar...novíssima luz e perfeição de certo encontrarão.

Belo texto o teu.Encanto e imaginação aqui tem uma obrigação: Fazer-nos transportar para mundos de fadas, duendes,príncipes, castelos...belas adormecidas, cinderelas que viu abóboras serem transformada em carruagem de sonhos.
Mas...tem também o poder de uma profunda reflexão...tipo: onde me situo neste conto? quando estou feito Gonçalo? Porque permito este sentimento me abraçar? Sou forte e valente e corajosa...porque as vezes caio? tropeço?...quem ou quais forças me levantam?...
È meu amigo...um texto muito rico e enigmático;"Feito a vida"
Beijos,

♥Princess♥Fabiana♥ disse...

Aqui estou eu de visita ao vosso explendoroso blog.. acho estas iniciativas conjuntas excelentes.. esta realmente muito bom o juntar de varias opinioes ... :)))
ƒabi ***

Laura disse...

Olá,..
Bom, mas como eu não tenho vergonha de nada, nem culpa , nem isto e aquilo, e mesmo assim ando ao jeito do nosso belo País que cada vez nos arrasta mais consigo, qual caudal de uma onda gigantesca que galgou a terra e regressa ao ponto de partida, é assim que me sinto com o nosso País, e sinto-me impotente para travar a queda que se avizinha, já nos estou a ver nos noticiários como pelo mundo se vê, tudo partido e o povo é que leva na tromba, e a policia fica do lado de quem manda, manda com a SUA cabeça e a dos que como ele são uns autênticos ladrões..e não com o querer do POVO DEMOCRÁTICO..E assim, como me devo sentir?
Para quando um 26 de Abril? que o 25 já era.. Nada tem a ver com o que o Alquimista escreveu, mas por outro lado tem, porque os medos e as angustias vêem da insegurança que eu também já sinto.
Beijinho para ti ó Sandokan..

Apaixonado disse...

O Gonçalo talvez não se goste de ver ao espelho real. Talvez goste de se observar no seu espelho imaginário. A alma, na minha fraca opinião precisa de ser regada, aperfeiçoada por pessoas exteriores. Precisa de muita meiguice, muito carinho, muito cafoné para se elevar e explodir num imaginário de artes e paixões escondidas em baus de madeira de bambu, onde o cheiro a bafo está presente e consegue manipular e se envolver da maneira mais não exótica possivel. Por isso recomendo ao Gonçalo que saia para a rua e guarde o que ele é e dance como um peixe.

Skin on Skin disse...

Pois é, temos que aprender a aceitar as nossas limitações,para podermos melhorar...tb eu tenho que ir ao Alquimista, ás vezes tenho medo dos meus pensamentos! ;)

Beijokas on skin

Luciana disse...

E assim Gonçalo melhorou a sua forma de estar na vida!! É o que todos precisamos fazer, por vezes precisamos de alguém que nos abra os olhos para vermos aquilo que está à nossa frente!!!
Gostei muito deste Alquimista!!! :)
Beijos

Just_me disse...

"Ganhamos força, coragem e confiança através de cada experiência em que realmente paramos e encaramos o medo de frente."

bjs**

Andreia do Flautim disse...

Olá!

Que pena não ir aí tocar!

Um abraço!

Maria Strüder disse...

Não querendo ser rude mas nunca me consegui interessar por "medicinas alternativas" e métodos alternativos e curandeiros.
Mas provavelmente estou a analfabetizar o teu post...

Nanny disse...

E já é bem bom quando se consegue olhar no espelho e reconhecer a imagem que nele se reflecte...

Beijinho da gata

Op.Louca disse...

Olá...Olá.....

Venho agradecer-te a visita, e o comentário deixado no meu blog!

Voltarei pela madrugada, para poder, ler-te de uma ponta à outra.

( Já que fui convidada, não te livrarás de mim, tão facilmente!):P

Beijinho : )

Toque da borboleta... disse...

ola obrigado
pela visitinha
qru sim me unir a sua rede de amigos;)
vc ja está add
beeeijos;*

Naeno disse...

Sandokan, Sandokan, és a onça e és o homem. Em que pele tu fazes esses milagres. Convehamos que o homem insistiria mais na cura do doente, a onça tentava umas duas vezes, e vendo que não tinha jeito, sei não... Eu já vi uma limpando os dentes com as costela de um farizeu.

Um abraço

sonhadora disse...

nas madrugadas sonho com a magia da vida.
Beijinhos embrulhados em abraços

Just Me...S disse...

Gosto sempre muuuuito das tuas palavras aqui e no meu espaço!!!!
Beijocas boas

Miosotis disse...

Caro Sandokan,
desde já grata pela sua visita e comentário.
Quanto à questão que formula, cedo é para lhe responder aqui e tão directamente.
Contudo, penso que muito em breve terá a sua resposta, pois avoluma-se a densidade emocional da minha pessoa e...brevemente explode.
Vamos esperar para ver.
Quanto ao seu espaço, vou voltar com tempo para me inteirar do que por aqui se passa mas, pelo correr da folha, pareceu-me deveras interessante.
Preciso de tempo para me debruçar sobre o assunto.
Voltarei!
Até breve.

disse...

Obrigada pela visita, volte sempre, beijus

Nokitas disse...

SANDOKAN

TIGRE DE MALASIA, SIGUE CONQUISTANDO EL MUNDO AMIGO
TU SANDOKAN Y ZECA PALECA SON LO MEJOR DE BLOG LUSO
UN ABRAZO GRANDE SIGUE ADELANTE
KISS AMIGO

Belzebu disse...

Acompanhei deliciado esta tua viagem ao mundo da alquimia espiritual. Aquela que permite o encontro do "eu" com a imagem, que dá ferramentas para a virtude e ensinamentos para a auto-estima.

Saudações infernais!