domingo, março 16, 2008

Tibete

Caem lágrimas,
Derramando esperanças.
Param-se corações,
Aniquilam-se multidões.

Gritos de medo, de sofrimento,
Constantemente se ouvem pelo ar,
Chegou mais um exercito de fuzilamento,
E mais vidas preparam-se para roubar.

A bala manda à condição,
Calam-se vozes da revolta,
A chacina parece a solução,
A uma paz que não tem volta.

Por: João Filipe Ferreira

www.lastgoodbadidea.blogspot.com

3 comentários:

Å®t Øf £övë disse...

João,
Infelizmente a paz parece cada vez menos fazer parte do nosso dia-a-dia, ao contrário da guerra que está cada vez mais presente nas nossas vidas.
Gostei das tuas palavras.
Abraço.

♥≈Nღdir≈♥ disse...

_♥♥_♥♥
_♥♥___♥♥
_♥♥___♥♥_________♥♥♥♥
_♥♥___♥♥_______♥♥___♥♥♥♥
_♥♥__♥♥_______♥___♥♥___♥♥
__♥♥__♥______♥__♥♥__♥♥♥__♥♥
___♥♥__♥____♥__♥♥_____♥♥__♥_____
____♥♥_♥♥__♥♥_♥♥________♥♥
____♥♥___♥♥__♥♥
___♥___________♥
__♥_____________♥
_♥____♥_____♥____♥
_♥____/___@__\\___♥
_♥____\\__/♥\\__/___♥
___♥_____W_____♥
_____♥♥_____♥♥
_______♥♥♥♥♥
Uma Páscoa Muito Feliz
Beijos

luafeiticeira disse...

Páscoa feliz e um beijo da Alice no país das Pascoavilhas.