quarta-feira, fevereiro 10, 2010

A traiçoeira Língua Portuguesa


Vocês sabem a diferença entre o tratamento por tu e por você? Vocês pensam que sabem, mas vejam abaixo um pequeno exemplo que ilustra bem a diferença:
O Director-Geral de um Banco, estava preocupado com um jovem e brilhante funcionário, que depois de ter trabalhado durante algum tempo com ele, sem parar nem para almoçar, começou a ausentar-se ao meio-dia. Então, o Director-Geral do Banco, contratou um detective e ordenou-lhe:
- Siga o Dr. António Ferreira durante uma semana, à hora do almoço.

O detective, após cumprida a missão de que tinha sido incumbido, informa o Director-Geral:
- O Dr. António Ferreira sai normalmente ao meio-dia, pega no seu carro, vai a sua casa almoçar, faz amor com a sua mulher, fuma um dos seus excelentes charutos cubanos e regressa ao trabalho.
Responde o Director-Geral:
- Ah, bom, antes assim. Não há nada de mal nisso.
O detective então pergunta-lhe:
- Desculpe. Posso tratá-lo por tu?
- Sim, claro, não vejo nenhum problema! - respondeu o Director surpreendido com a pergunta do detective.
- Então vou repetir:
O Dr. António Ferreira sai normalmente ao meio-dia, pega no teu carro, vai a tua casa almoçar, faz amor com a tua mulher, fuma um dos teus excelentes charutos cubanos e regressa ao trabalho.

A língua portuguesa é mesmo fascinante!

Eheheheheh...

4 comentários:

Se7e/5 disse...

"Mãe de um feto violado, afirma sua inocência e prova que a agulha de tricô indiciada como arma do crime não correspondia ao número da embalagem. Abortilda Semedo, afirmou que vai processar a fábrica de agulhas pelo incidente que está provocando todos os problemas vividos actualmente com a justiça e opinião pública. Numa primeira justificação, ainda a quente, logo após o parto, a alegada violadora, confessou que tudo aconteceu quando estava tricotando uma camisolinha de seda para o seu pequenino rottweiler de 2 aninhos, já que ela costumava trabalhar nuinha e com as pernas bem abertas, só que nessa vez, incompreensivelmente, uma das agulhas escapou para dentro da vagina. “Eu achei muito estranho, mas não liguei e se não fosse um cliente a queixar-se que tinha sido mordido..."
O restinho? nã, nã... só no Se7e!

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Zeca
kkkkkkkkkk, adorei, realmente a língua portuguesa é muito complicada.
Bjs

Viiii disse...

hauhauhuhauah
Muito boa essa... E de verdade, nossa língua portuguesa sempre será um mistério em partes. Será que há alguém capaz de entendê-la por completo?
Abraços

Laura disse...

Zecaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa, onde estão as sapatilhas do speed gonzalez?
Gostei da anedota, e eu ainda há dias me lixei quando falei em ter mimos e massagens do meu principe, a dar cum pau, se queria dizer com esta frase que teria muitas massagens, olha, lixei-me, bem me gozaram...
Por onde andas moço e o Tigre? ah, que dupla malandra daqueles tempos...voltem, preciso do vosso riso, sorriso e marotices. Um abraço aos dois, da laura