quarta-feira, março 07, 2007















SALTO NO ESCURO

Tem um jato de luz
Saindo do teu crânio,
Para o meu crânio,
Ai, amor, como eu te amo.
Tem mil horizontes
Escondidos e fontes,
No nosso caminhos,
Lágrimas e doçura,
Tudo isso na loucura
De um milhão de carinhos.

E um amor
Que é tão raro, hoje em dia
E que tudo é tão caro
Que já virou mercadoria.

Nosso beijo explode
O passado e o futuro
Por que o amor sempre é
Um salto no escuro.

6 comentários:

MRelvas disse...

Belíssima imagem, belo poema!

Abraços

Mário Relvas

Nokitas disse...

hermoso poema
besitos

Rynaldo Papoy disse...

Obrigado por comentar no meu blog. Parabéns pelo seu também. Abraço!

ci disse...

é impossível me sentir no escuro com este belo poema...:)

beijos incomuns

Escorpiana Explosiva disse...

Que belissímo poema quem ama sabe compreender cada palavra escrita por alguém especial como vc.

Um abraço.

Naeno disse...

Eu estarei sempre do lado das mulheres, me apioando e as apoiando. Eu tenho a noção plena do que é uma mulher. Eu sou um todo mulher, embora seja completamente homem. Mas te tivesse de escolher uma semente boa, meteria a mão no lado que ficam as mulheres. Nunca ouvi um estrondo de uma bomba provocado por uma dessas mulheres do mundo todo, nunca vi uma discussão imprudente, sem cabimento, visando o mal dos outros encbeçada por uma mulher.
Pena que ao longo da história as mulheres ficaram cozinhando e passando, e fazendo comida para os guerreiros, imbecis. Se pudesse ter sido o contrário vocês veriam elas voltarem com suas roupas brancas, e acertado a paz, sem um disparo nem de boca nem de arma.
Vivam as mulheres, e que nós homens aprendamos com elas.

Um beijo minha santa
Naeno