sexta-feira, maio 18, 2007

O AMOR ESTA AQUI

O amor está aqui com a quietude
De não se ver ninguém.
A bordo do meu do meu coração, imerso
E sigo lambendo a proa
Sabedor.
De que o amor por tudo quieta-se
E dorme até de pé
Encostado no tempo,
Porque todo tempo tem contra
Que lhe segura
E todo tempo, também, tem a favor
Que lhe faz sentir o fôlego.
O amor está aqui,
No convés do meu corpo,
Um barco exausto
Que faz um passo a cada eternidade.
E disso o amor se aproveita
Para estar em toda parte
Em todo rumo,
Se quem ama anda sem prumo,
Encalhado em seus caminhos,
Ele se apossa dos ninhos,
Que encontra com ovos dentro.
O amor está aqui. E agora?
Agora é muito tempo para tecer
Planos para no futuro ter,
A casa boa, o amor em paz
Convicto de que o trabalho é seu.

4 comentários:

Helena Nunes disse...

Agora, embarca nesse barco, navega por esse mar sem esquecer de limpar o convés, para que nada manche o teu rumo.
Bjos

Sandokan disse...

Conquistar o coração da Verinha não é nada fácil!!! Pois não Verinha?

Naeno disse...

Meu Amigo do coração, a Verinha está aí por castigo. Jã acessei o blog dela por mais de algumas vezes e ela neca.... Então resolvi por a imagem dela como uma procurada, como dizem no velho oeste WANTED, não é assim.

Prá Verinha eu mando um beijo e um abraço.

Um abraço meu amigo,
Naeno

Vera Carvalho disse...

Castigo merecido Naeno!
Desculpa este silêncio, esta ausência mas não foi prepositado! Infelizmente não disponho do tempo que gostaria para visitar os blogs ou comentar todos os posts que gostaria...
Reconheço na tua poesia a qualidade e em ti um amor de pessoa, e nem sempre é necessário dizê-lo.
Um grande abraço para ti.