quinta-feira, maio 17, 2007

A MENINA MULHER

Sei que a cada instante começa para todos nós uma vida nova e, por isso, temos de seguir em frente, com um sorriso, ao seu encontro. Apressemo-nos! Com coragem, galhardia e nobreza daremos os nossos passos, caminharemos melhor olhando sempre em frente do que lançando um olhar para trás. Não vale a pena!
Regra geral lidamos muito mal com as críticas que nos dirigem, herança, talvez, de um tempo antigo ainda demasiado recente nas nossas memórias onde anos a fio nunca houve espaço para a liberdade de pensar e de dizer. Pagava-se demasiado caro a factura.
Hoje procuramos viver de forma bem diferente, passando pela transicção para uma nova sociedade sem grilhões, aberta e desempoeirada. Percebemos que caminhamos sem ser necessário olhar para trás, somos livres e gostamos de viver em liberdade, mas lidamos muito mal com tamanha abundância o que nos retarda o reconhecimento que não faz mais sentido calar a voz das nossas convicções.
Ontem encontrei a Joana e lembrei-me dos tempos em que tentava ensinar boas maneiras a uma menina-mulher, cheia de força e coragem, em que todos se apoiavam e de quem todos dependiam.
Hoje já não a volto a olhar como uma criança. Joana adquiriu uma personalidade marcante, é muito inteligente e sincera. O que eu tenho agora para lhe ensinar tornou-se insignificante, comparado com aquilo que posso aprender com ela.
Encontrei-a no Largo do Casino onde, ao longo dos tempos, sempre confluíram pedacinhos da vida que resistiram à corrosão dos anos. Estes momentos passaram pela minha vida como uma corrente forte abre caminho pelas águas do mar ou aparta as dos rios. Cursos de inquietação, de sofrimento, de esquecidas resistências, de sorrisos também, reverberam da ficção a coragem de homens e mulheres que jamais esquecerei.
Tenho saudades! Tenho muitas saudades...!

69 comentários:

Betty Branco Martins disse...

Olá Sandokan

Vim visitar-conhecer o teu "espaço" e muito me encantou

Se não te importares voltarei:))

Beijinhos

Helena Nunes disse...

Aqueles que outrora ensinamos e hoje com eles aprendemos, acabam sempre por encontrar em nós, mais um turbilhão de coisas para aprender. Por vezes não damos conta.
Gostei deste canto por me ter feito reviver.
Voltarei concerteza
Bjos

Andreia do Flautim disse...

Pois é, as pessoas vão crescendo, vão mudando...

Enfim... disse...

Sabes que todos nós crescemos e tentamos encontrar varias fontes de interesse e cultura, ás vezes conscientemente, outras vezes nem por isso...
A joana usufruiu e bem, visto ser inteligente e sincera, da boa vontade de outrem, cresceu e amadureceu...É altura talvez de seres tu a aprender aquilo que tu não lhe ensinas-te, ou porque não sabias ou porque simplesmente nem reparas-te que era necessario...
Aproveita para aprender aquilo que desconhecias ate ao momento e enrriquece a tua personalidade tal e qual como ela...

Quanto ás saudades é bom sinal ela existir...
Quem não gostava de reviver a alma infantil que ao longo dos anos fizemos questão que cresce-se tão depressa, sem que a soubessemos aproveitar e enrriquecer...

Olha adorei as tuas palavrinhas, fiquei tão contente eheheheh, quanto aos poemas, para alem de não gostar não sei apreciar, quer dizer talvez um poblema provoque outro, mas aquela frase tocou-me...Não me vou esquecer de voltar aqui mais vezes sem duvida, espero eu, sou muito despassarada lol, mas vou tentar juro lol

Bjokas gandes para ti Sandokan

Adorei este texto, esta fantastico e compreensivel julgo eu lol

:)))

david santos disse...

It places fhoto of Madeleine in your bloggue


Missing Madeleine!
Madeleine, MeCann was abduted from Praia da Luz, Portugal on 03/03/07.

If you have any information about her whereabouts, please contact Crimestoppers on 0800555111 Please Help

lili disse...

obrigada pela sua visita ao meu cantinho
por vezes acontece estas coisas de nos roubar os nosso queridos quanto ao seu texto devemos sempre olhar em frente mas por vezes à uma queda de olhar para trás

Silvia disse...

O tempo passa, as pessoas mudam e a vida continua.
Um beijo e o meu post é teu:)

Pascoalita disse...

Olá :-) Estranho!!! então já são 16 dias do m~es de maio de 2007? e eu que pensava que te conhecia do passado, hen???

Brincadiras à parte, gostei de ler este texto. A saudade é algo que mora em nós, que sempre nos acompanhará sempre como uma sombra.

Uma boa técnica de minimizar o efeito da saudade do passado, será tentarmos viver intensamente o presente.
Assim, amealharemos boas recordações que nos ajudarão a amenizar a saudade.

vanda disse...

A vida é mesmo assim, um ciclo!
Estamos sempre a aprender e a renovar!!!
"Tenho saudades" é o fardo de ser português...também sou saudosista!!

Gostei do blog, parabéns!!

Uma boa semana

Laura disse...

Olá gente de outras bandas, mas gente como a mim, como os de quem gosto ehhhhhhh.. Pois é a saudade costuma doer, umas vezes provoca risos, outras nem tanto, mas gfaço por senti-la aos pedaços e docinha, assim nem dói tanto. Saudade hei-de ter semrpe daquela terra distante e dos meus verdes anos, e como o tempo nunca, mas nunca mesmo, volta para trás..tento, eu tento sempre fazê-lo dar a volta apenas por uns cadinhos, e as minhas lembramnças ajudam...
Tigre, a saudade dói sempre, dependendo da maneira que vivemos a vida. É lindo recordar as dores e os amores, as dores passam, os amores ficam na alma ehhhhhhhhhhhhhhhhh..Se é... Beijinho a ti e um dia quero memso conhecer-te, não me chega ser virtual ehhhhhhhhhhhh percebeu? Intoue diz-me lá o que é caramujos que nãos ei, xiça..Tem coisas que não sei o que são..dr fot coisa boa depois tamém quero, e as cavacas nems e falam e cavaca já estou eu, só falta porem-me a rodar...

Alexandre disse...

Hoje estive a fotografar meninas de uma escola primária, portanto dos 7 aos 10. Havia música, um palco - foi dia de lanche com idosos, havia festa - e das muitas centenas de fotos que fiz apercebi-me que as meninas já são mulheres, não no corpo ainda, mas na postura, na maneira de olhar - e as mais ingénuas, as mais sabidas, as vencedoras, as vencidas - estão ali, não é difícil reconhecer as meninas-mulheres!!!

Um abraço!!!

Ana disse...

Obrigado pelas tuas palavras tao amaveis, e pelo poema lindo.

João JR disse...

O tempo passa...as pessoas mudam, crescem e o que é de facto primordial fica para sempre:)))
bELO POST!
UM BEIJO GRANDE

impulsos disse...

Muito bonito este texto!
Estás de parabéns,Sandokan!

Um belo momento de reflexão sobre o que é a vida e o que o tempo faz com ela e com as pessoas à nossa volta...

Gostei muito, mesmo!

Beijo num impulso meu

O Sentir dos sentidos disse...

Meu Caro e Querido Sandokan,

Quanta verdade neste teu texto!!!
Não só o tempo nos transforma,mas também o sofrimento...nos faz mais humildes, mansos, maduros...;As vezes penso, não deveria ser desta forma,porque desta forma Deus? Mas...precisamos vestir nossas armaduras, e sair pelos campos vestidos de fortes e valentes, corajosos e destemidos; esta é a lei da vida...não podemos sucumbir junto a dor que hora dói e nos dilacera a alma.Que esta dor não seja de tudo em vão...que traga amadurecimento, luz, fortaleza; só assim faz sentido...ou estou a escrever coisas sem sentido?...Desculpa querido amigo,mas não estou muito bem de raciocínio, sabes bem porque.
Muito te agradeço por me dá forças, carinho, alento, mão amiga, e tão belo poema.
Ès um homem sensível e doce, por quem sinto respeito e um imenso carinho.Sandokan...ser valoroso! Muito te admiro.
Beijo terno,

belakbrilha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
belakbrilha disse...

Também tenho saudades!
Desse lago, das brincadeiras, dos amigos, das crianças!
Olhar em frente sem olhar para trás...
Impossível!...temos isso como uma herança da nossa personalidade para viver o hoje...amanhã, isso já é imprivisivel!
O ontem foi uma estrada que percorremos, caímos, erguemo-nos, aprendemos, para VIVER o hoje, só!

Quanto ao que se tem para ensinar a outro alguém?...todos temos sempre algo de novo em nós tal como os outros também o têm!
Só é preciso saber olhar e ser no momento certo!

Coragem!...é preciso ter a sua dose de coragem para viver!

Saudades???...que bom é tê-las!...é sinal que valeu a pena viver esses momentos.
É um sentimento de quase perda, mas ao mesmo tempo de alegria, por ter tempo de os ter vivido!

bjs

Reflexos da Alma disse...

Olá Amigo ,
Venho agradecer-te as tuas amáveis visitas, o teu Abraço Amigo que sempre deixas ... e dizer-te que este teu post é pura verdade, puro sentimento em cada palavra ...
As saudades fazem parte do nosso sentir, e são elas que por vezes nos travam na vida , mas á que seguir em frente e nunca parar ...recordar e ter saudades é sempre salutar , desde que nunca nos travem a vida ... pois a vida não pára para ninguem ...
Um Grande Abraço te deixo !

Goblin disse...

"O que eu tenho agora para lhe ensinar tornou-se insignificante, comparado com aquilo que posso aprender com ela."

mentira! aprendemos sempre com todos, dos mais sabios aos mais leigos!

vou de ferias..
beijinhos..

·´¯`·­»Fabi«­·´¯`· disse...

Vim retribuir e agradecer seu comentario no meu blog, e dizer-lhe que gostei mto desse seu cantinho.
Visite-me mais vezes!!
Bjs!

Goblin disse...

"- sandokan
Meus Srs copiem isto para Portugal,nao basta ser vedeta e famoso para ser diferente esse fenomeno é em Portugal em que os famosos estão acima da lei."

by
correio da manhã de hoje, em relação ao caso mourinho/cão.. o comentario é teu ou de um outro sandokan??? :o)

Mel disse...

Sandokan, que a vida nos traga sempre boas oportunidades de alegria e felicidade, e que a saudade seja lembrada de forma singela e leve, nos levando sempre em frente em nossas buscas e caminhadas, pois tudo muda, o tempo não pára e devemos continuar nossa missão.
Como sempre deixas lindas palavras nos seus comentários, agradeço por tudo!
Beijo, Mel

Peste disse...

beijoquita ao meu querido San

Carla Duarte disse...

a saudade faz parte da vida =)

missixty disse...

Devemos olhar para trás, mas não ficarmos presos ao passado! Porque a experiência é e será sempre, sempre o nosso melhor professor!
Sandokannnn, sandokannn, de cuequinhas e soutien, ehehehe, lembrou-me esta música que fizeram na escola!
Se fosses igual ao Kabir Bedi, uiuiui!
Não acho é que seja muito luso, mas que é giro é!
beijos miss

Menina do Rio disse...

Sandokan,obrigada!

Acordei com um poema lindo e triste! Por mais que busquemos, penso que ainda chegaremos ao fim a com sensação que não vivemos tudo. Deve ser muito triste a dor de partir olhando pra trás...

Estou linkando o LUSOS para o meu blog, pra encurtar caminho, já que venho sempre por cá...

beijo

suruka disse...

Mas tu escreves com uma fluidez
de meter inveja.
Muito bom.

Meus parabens

Alexia disse...

É a roda da vida....vamos crescendo e mudando com o tempo

beijocas

Andreia do Flautim disse...

Olá!

O meu namorado não toca, mas vai sempre bater palmas. É o meu Miguel, podes conhecê-lo no meu post de 14 de Maio;)

http://andreiadoflautim.blogspot.com/2007/05/depois-de-um-concerto-e-eu-que-tinha.html

Lyra disse...

Sandokan... :)
Venho agradecer as simpáticas visitas ao meu cantinho.
Parabéns pelo incrível espaço que aqui criaram. Voltarei mais vezes com toda a certeza.
Adorei este teu post! Fluído e claro, mas que ao mesmo tempo denuncia a alma de um poeta.
Vou linkar-te para ser mais fácil regressar ;)
Bjos

Skarlya disse...


Lindo texto!!!
Obrigada pelos comentários e poesias no meu blog!!!

AnaG. disse...

Gostei muito do teu texto.

Sempre pautei a minha vida, por seguir em frente e não olhar para trás, porque me poderia transformar numa estátua de sal.
A liberdade adquirida ajuda-nos a sermos capazes de expor as nossas ideias, sem medos. É pena, que alguns não saibam o verdadeiro significado da palavra.

A saudade faz parte de nós...

Beijinhos

Skarlya disse...

Olá!!!
Percebi que o nome do meu blog está escrito de forma errada.
Poderia,por favor,corrigir???

Obrigada!!!

fotógrafa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rafeiro Perfumado disse...

A fotografia ou foi tirada demasiado cedo ou demasiado tarde... ;)

ci disse...

ai as saudades....:)

beijos incomuns da ci

Entre linhas... disse...

A liberdade da vida e a experiência que dela obtemos é uma das melhores condicionantes.
Bjs Zita

Eritia disse...

¡Muito obrigada pela tua visita!

Amo la poesía, la belleza de la palabra escrita y sueño conocer pronto Portugal, tu bella tierra de luz...

Saludos desde el sur del sur (Chile)

Eritia disse...

¡Muito obrigada pela tua visita!

Amo la poesía, la belleza de la palabra escrita y sueño conocer pronto Portugal, tu bella tierra de luz...

Saludos desde el sur del sur (Chile)

AMOR&TERNURA disse...

TE AMO!!!!!
VOLTE SEMPRE...
UM POEMA
Fascinante é, do amor, a dança.
Tão leve que o pé não alcança
O chão e no ar me lança

Em movimentos serpentinos
Ao som de címbalos cristalinos
Talhados em materiais argentinos.

Rio. Da dança eu tenho o dom.
Deslumbro-te. Mudo a cada tom
Os passos acompanhando o som

Do tambor, como numa embriaguez.
Toco teu peito e sinto a calidez,
O suor desce pela morena tez.

O coração bate. A mão não recua,
No ar parece pluma que flutua
Desce, lenta, sobre a figura nua,

E explorando cada canto vai
Em frente acarinhando e recai
Sobre o ponto que mais me atrai.

Depois de ter teu corpo envolvido
Na volúpia, que é um fino tecido,
Com as tintas do meu prazer colorido,

Permaneço neste desvario que me seduz.
O espelho do meu quarto reproduz
Teu corpo cansado à meia luz,

E sinto que fui Salomé em coleios
Com passos loucos no palco sem receios,
Seduzi-te com a forma dos meus seios.

mago dos sonhos disse...

Saudações!

O Mago agradece, a tua terna e discreta presença no seu mundo. Por lá meu Amigo, és mais que bem-vindo. Saudosas palavras, perfeita valsa de sentimentos. A maturidade e sagacidade, evoluem com o tempo, melhoram com o nosso crescimento. O Mago, aqui repousou.

Abraço Mágico

Som Do Silêncio disse...

Olá e obrigado pela visitinha.

A vida é assim mesmo tem vários ciclos.

Beijokas e se não te importares linkei-te. :)

Som Do Silêncio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ana disse...

Grande é o mestre que admite ter sido ultrapassado pelo aprendiz e que admite ainda poder aprender com ele!!! :)

Obrigada pelo lindo poema!!! Também eu gosto de passar por aqui!!!

Je Vois La Vie En Vert disse...

Obrigada Sandokan pela tua vistia ao meu blog e pelo lindo poema que là deixaste !
Gostei da recepção carinhosa do Mago.
Ah... saudade, esta palavra bem portuguesa e quase impossivel de ser traduzida com uma só palavra noutras línguas.
Passei rapidamente pelo blog, não tendo neste momento muito tempo e gostei de vários posts.
Voltarei de certeza.
Um beijinho verdinho

Skin on Skin disse...

Pois é a vida faz o favor de nos ensinar que nunca mas nunca saberemos o bastante e que as pessoas que passam na nossa vida nos marcam de alguma maneira...
Obrigado pelas visitinhas...

Beijokas on skin

Marcelo disse...

O tempo passa e as pessoas mudam.
Geralmente crescem, tornam-se pessoas melhores e mais doces.
Porém, com todo o tempo, ainda guarda em sua alma algo imutável, a sua feminilidade e todo seu encanto.
Belíssima narrativa essa.
Parabéns e bom trabalho.

Marcelo

Moinante disse...

Venho agradecer a visita lá para as bandas do meu ferrolho , prometo que voltarei com mais tempo para admirar esta página .
Grato pelas palavras simpáticas lá deixadas .

Abraços .

Laura disse...

Olááááá, então tigre que tal vamos de dia? Bem, como já é de noite, se nem foi lá muito bom também já acabou e amanhã será melhor...
Vim aconchegar-te os lençóis e encostar a janela que o ar da noite faz mal à alergia...Tens o chocolate quente em cima da mesa de cabeceira. nana bem tigre...

luafeiticeira disse...

Olá, poeta, obrigada por teres deixado um comentário no meu blog, obrigada pelo poema. Quem sabe um dia inspiro-me do Sandokan...
Será que posso linkar o teu blog no meu?
7 beijos

Paula Calixto disse...

Mutação... capacidade de todo ser-humano e da vida em si!

Evolução é para poucos!

Mas como é bom ver o outro evoluir!!! ;)

Beijos

jorgeferrorosa disse...

NOS SOPROS DENUDADOS DO VENTO

Nas fúrias do vento, dispo o meu corpo, deixo-o todo nu, no agasalho da natureza, despido das emoções porque o vento me embala.
Com ou sem lágrimas, sem de mais nada me importar, rasgo a pele, faço a depilação e encontro-me desencontrando-me entre o silêncio que enfeita o universo. Sonhos que não realizo, corpo que abandono na noite escura, antes da lua, antes dos momentos, vedando todas as ofertas e acolhendo o ar tomar a minha natureza, esta que a devolvo à terra que me espera!
Lágrimas que morreram, fúrias escondidas, danças perdidas... sem compreensão, apenas aborrecendo-me, apenas de lança bocas a importunar, simplesmente isso que ainda leio na atitude vingativa. Apenas vou embora e deixo a mensagem, deixo a promessa de não prometer, deixo todo o deixar de deixar exactamente o que se deixa... a lágrima da ausência.

Jorge Ferro Rosa
Porto, 16.05.2007 - 21:16
Gostei do blog e adoro orquídeas, mas as palavras possuem diversas vertentes, novos rostos e é necessário caminhar, com o sapato que melhor se adaptar ao pé. As massagem aos pés são importantes, faço-o a mim por vezes. A vida tem incursões, rostos todos diferentes, e algo que apróxima, ou algo que também se rejeita a si.
Cada qual é como é! Caminhe-se, lance-se fora os preconceitos, sejam eles de que natureza forem, o que interessa é que as pessoas se sintam bem. Chega de discriminações, de bufos invejosos. Chega de tudo isso.
Prós e contras? Fico sempre aberto às novidades, com a minha postura liberal, apesar das personalidades que consigo incorporar, porque a vida assim me ensinou. Mas fica a saudade e dessa escrevo, procuro a palavra e lanço-a ao vento e nos escritos, procuro o meu sustento.

Marlene Maravilha disse...

Taí. Gostei bastante! Como é gratificante saber que aprendemos uns com os outros! Triste é nao querer aprender e achar que já se sabe tudo!
beijo grande e obrigada por tão lindos poemas no meu canto! Gosto deles!

Helena Nunes disse...

Por aqui passei, para deixar um beijo de boa noite.
Bjos

krystyna disse...

Hi Tigre!
Great post!
Every moment is good to start a new life. And it is great. Feedom is our fantastic privilege. But our freedom is sometimes not good for us if we didn't know what real Freedom is.
St. Poul said:
"Everything is permissible for me—but not everything is beneficial. Everything is permissible for me—but I will not be mastered by anything".
"Everything is permissible—but not everything is beneficial. Everything is permissible—but not everything is constructive".

___________
Your poem has a deeper sense. Thank you a lot!
Let
Peace, Love, Freedom and Happiness be with you!

CJS disse...

O tempo passa e tudo se transforma.. é a vida.
www.caminharnoescuro.blogspot.com

Dhyana disse...

Todas as pessaos que passaram pela minha vida, marcaram-me de alguma forma e com todas aprendi sempre e creio ter ensinado algo.
Bonito texto. Obrigada pela visita.
Beijos....

agua_quente disse...

Quando tudo vai mudando, são inevitáveis as saudades dos tempos passados. Mas que isso não nos impeça de olhar em frente.
Beijos

Rute disse...

Obrigada pelo poema gostei muito.
Eu sou saudosista, não sei se por ser portuguesa. Tento é não me colar ao passado mas apenas recordar-me. Não sou da opinião que devemos cortar com as coisas, afinal fazem parte de quem somos...

Saramar disse...

Olá Sandokan.
Gostei muito do texto e dos ensinamentos nele contidos.
è sempre bom olhar para a frente. O passado pode doer demais e não vale a pena sofrer por ele.

Gostei muito deste espaço, dos textos, imagens, poemas.
Agradeço-lhe por me mostrar e pelo lindo poema que deixou.
Obrgiada.

beijos

Haddock disse...

entre o optimismo e o saudosismo... bom!!

um abraço!

Pedro Silva disse...

Belissimo este texto. Parabéns.

Águas da Vida disse...

As mudanças fazem parte da evoluçao do ser humano.
Excelente post!
Desculpe a ausencia estive com pequenos problemas de conexao, mas agora tudo resolvido.
Big Kiss


ops.:Vi o link do meu blog por aqui , irei linkar o seu tb com maior prazer na pagina dos amigos:
http://parceirosdoaguas.blogspot.com/

Naeno disse...

A vida que nos escorre pelos dedos afluirão para um lago sereno. Cabe a cada um descobrir e, às suas margens gritar como D. Pedro Primeiro fez aqui no Brasil, com outras palavras e com outro espírito. Vida lá vou eu banhar-me de ti novamente. Depois dá um mergulho profundo e volta embotado de vida e lágrimas.

Viva consegui postar um comentário no meu LUZO.

Um beijo a todos
Naeno

Sandokan. Tem a do menino: Aluno relapso que não prestava atenção às aulas. Um dia a professora lhe perguntou. Zeca Paleca me diga três partes do corpo humano que começam com a letra Z. Ao que ele prontamente respondeu Zói, Zureia e Zunha. A professora indignada lhe disse pois sabe que sua nota também começa com Z. Vê se advinha: Ele respondeu acho que uns Zoito.

Beijo

adrianna disse...

Falas de saudade? Mas inda és tão novinho! :)

Flôr disse...

Parte do que és hoje, deves-o ao teu passado! :D

Se foi um passado bom, óptimo, és feliz hoje, na sequência dessa felicidade passada...


Sofreste, caiste, não foste feliz?
Mas as decisões, as escolhas são sempre, da nossa responsabilidade, não devemos culpar ninguém pelas nossas escolhas.. se errámos, aprendamos com esses erros e será assim que lenta e gradualmente vamos crescendo e caminhando em direção à Luz...

Beijocas floridas amigo poéta :)

Flor

Bichodeconta disse...

Muito bonito o seu trabalho, Prabéns, voltarei aqui para conhecer mais e melhor estes saberes. Um abraço. Ell

inperpetuum disse...

Penso que nunca agradeci a visita e as doces palavras deixadas... Peço desculpa pela minha indelicadeza :) Adoro o que escreves! Já não é a primeira vez que cá navego e como tal, cá voltarei às ondulações para me deleitar com todo este espaço de interacção e partilha!
Beijinho inperpetuum! ;)

HOSBAK disse...

AMEI,LINDO,OBRIGADO POR FAZER ESCREVER COISAS TÃO LINDAS ASSIM BEIJOS ..