segunda-feira, junho 18, 2007

El Poeta es un Fingidor


El Poeta es un Fingidor
(Fernando Pessoa)

El poeta es un fingidor.
Finge tan completamente
Que hasta finge que es dolor
El dolor que en verdad siente.
Y, en el dolor que han leído,
A leer sus lectores vienen,
No los dos que él ha tenido,
Sino sólo el que no tienen.
Y así en la vida se mete,
Distrayendo a la razón,
Y gira, el tren de juguete
Que se llama corazón.

© Freyja

6 comentários:

Elisa Albuquerque disse...

aiii menina... simplesmente o meu poeta preferido!!!! beijinhos grandes

poca disse...

porquê em espanhol?!
fica tão bonito em português..
um dos meus favoritos dele :)
beijinhos

Lu@r disse...

E porque não em espanhol e traduzido por uma encantadora.

Fernando é internacional...

Aliás porquê as nacionalidades, raças, credos...para quê...

Só aumentam a distância entre as pessoas.

Beijo doce em ti querida Freyja

golddberry disse...

o poema, tal como o poeta, é fantastico...
gostei de o ler em espanhol torna o mais melodico e mais romantico...

=)

amo fernando pessoa e as suas loucuras....

Laura disse...

Eu também sou poetisa e sei até que ponto mentimos e falamos verdade, o segredo está em cada um...mas Fernando pesoa, um belissimo e fingidor Poeta!...Beso..

belakbrilha disse...

Freyja

Eu aqui não quero que sejas uma "fingidora" hehehehe

mas sim tu!...se quiseres entar na brincadeira, está lá no bela para os amigos de verdade!

bjs