terça-feira, julho 24, 2007

PÉTALAS MINHAS

Não posso olhar de frente as torres deste
castelo
habitado pelas trevas.
Tirésias persegue-me na escuridão, é cobra
que me envenena a alma
e me empurra para o Monte Citorão.
Quando os lobos uivam e aberta já está a lua,
as flores amargas dos teus olhos
desfazem-se aos meus pés.
Tirésias cegou, cegou-me a mim e...
cegou-te a ti.
Trouxe-me a sombra que se solta da vara
e mede a duração da flor,
mede a queda do teu fulgor e
tudo me arrasta para a dor.
Sinto-me só!
Como um cego que deixou de olhar
através do veneno das serpentes
de Tirésias.

Que feridade, que gesto tão icástico
e memoriável!
Deixei de ser a flor,
as minhas pétalas caiem
e um fio de sangue
mancha a nudez da lua.
Maldito sejas bruxo dos Deuses!
Vê,
olha para as minhas pálpebras que descem,
porque o sol cai,
e o dia fecha-se.
Fecham-se as janelas.

23 comentários:

Adrianna disse...

E eu tenho mtas vezes vontade de fechar os olhos e tapar os ouvidos para não ver nem ouvir tanta barbaridade que assola este planeta
Tudo de bom. Luso é uma terra linda que tenciono visitar em breve :)

Laura disse...

Não te sintas só ó guerreiro sandokan. A laurinha está aqui tão perto a velar por ti, e pede semrpe pelos amigos dela, e tu estás na lista... Calma meu tigre. A solidão mesmo que acompanhados (será que me entendes? acho que sim)dói a todos, e a mim deixa-me sulcos de raiva e dor, mas depois supera-se tudo e o amor volta de novo em clamor!...
Também amo a ti meu tigre, todas as minhas ninas te amam, e nem sabes como falamos de ti nas tuas costas(só pode ser bem, meu amigo!)

Mas que bem que escreves, pareces um doutor das letras afáveis, ou más, dependendo do momento.
Força tigre, muita força e grita com todos os que te chateiam, afia as garras e luta...
Beijinho doce na tua fronte dorida!...

Um Momento... disse...

Também eu gosto de ti
Por isso mesmo só não estás
Estou aqui
Pedindo um raio de sol que ilumine o teu caminho
Para a tua visão ressuscitar
E não mais a escuridão te cegar...
Abro eu as janelas fechadas...
Com uma lágrima a flor rego
ás suas pétalas me entrego
A Lua sorri ... já não mais sangra
Pois sorri ...sorris-te
Num terno Abraço Amigo

Beleza nas palavras
Sentidas na emoção
Um beijo de dia bom
Bem aí...
No teu Coração(*)
:))

Diabinha cusca disse...

" ... Sinto-me só!"

Não sintas, Sandokan :) Os teus Tens aqui AMIGOS com quem podes contar.
1 dentadinha da
diabita

AP disse...

Nossa, tão bonito e tão triste... Vim lhe agradecer a visita e o comentário, Sandokan. Um beijo.

Vera Carvalho disse...

O mais lindo, o mais raro dos anéis de rubi!
Assim tento-me estender-te a mão e olhar-te com o coração.
E mesmo condenada à cegueira
em cada palavra de amor
floresce uma flor em minha boca
e eu te ofereço um ramo de acácias
amarelas
especulando o sol de todos os dias.
Nunca estarás só, essa sombra que te acompanha é apenas o meu vulto que ainda não te alcançou.

As "Pétalas Minhas" enraizam no teu coração.
Com um abraço :).

Miosotis disse...

Vim 'interessada' pelo teu nome/nick 'Sandokan', herói juvenil das leituras de outras gerações!

Uma outra geração, deduzo... e no entanto, aqui te encontras atraído talvez pela mesmo tipo de leitura ou série, já que a obra foi adaptada!

Todos estamos 'sós'... 'Sandokan'... mas haverá sempre pessoas e momentos no nosso 'caminho' para nos 'mitigar a dor'!

Texto/poema muito sensível!

abraços fraternos

[Pois imagina, que andei pelo Luso um destes últimos fins de semana, não conhecia, mas o tempo não ajudou.]

SAM disse...

Aceitei de imediato o café! Peço apenas que me reserve um cantinho para fumar meu cigarrinho após rsrs.

Sandokan, mas os deuses, não lhe presentearam com o dom de profecias? Não vês agora com olhos d'alma? E com isso a certeza que não estás só?Deixai as serpentes com seus venenos, enfrentai fúrias e caminhe com aqueles que precisam de ti. Vem...aqui estendemos as nossas mãos e o vemos com o coração.


Grande beijo.

Laura disse...

Xi tanta muié a ajudar e que mais queres? Nem podes pedir mais nada. Todas te amamos e queremos bem..Força nosso tigre do Luso...

O Sentir dos sentidos disse...

Querido,
Se meu olhar esperança, conseguir ultrapassar as barreiras deste muro que impede tua visão...infinito vê, deixai ó irmão que meu beijo toque tuas pálpebras, minha vontade teu querer, minha ternura teu viver...um amanhã cheio de côres.
Te ofereço flores perfumadas...e meu sorriso todo inteiro.
Beijo,

Ps:Aceitei teu convite, vim tomar um cafezinho contigo.Ah! obrigada...muito bom...adorei, tu quem fêz?
Outro beijo,

O Sentir dos sentidos disse...

Eu novamente...

Só mesmo para te dizer que voei por todo o mundo e abri todas a janelas da vida...o sol está em cada porta em que te quiser entrar...ah!!! peguei tambem um punhado de estrelas e enxuguei o fio de sangue que manchava a nudez da lua. Tudo agora está luz...vai...se quiser, contigo vou.
Beijo,

Laura disse...

Cafézinho à maneira, mas prefiro uma cevadita boa, umas cavaquitas bem docinhas e tou aviada, mas o que quero é que seja num lugar lindo dentro da floresta do Luso, nada de cafés, e gentes em volta, e que tal um termos duas chávenitas, um saquito de cavacas e vamos cavacar os dois?
Há tanta para cavacar , tanto para dizer. Abraço a ti...

loureira disse...

Boa Tarde

Ali em baixo, um senhor, sugeriu-me uma estadia mais prolongada. Vou aproveitar que aqui estou e comentar logo acima:



Existia alguém que dizia que Portugal era uma terra de Poetas.

Bem, não sei. Mas o Luso é!

Bonito Poema. É pena que no meu pc não o consiga reler. Aparece-me tapado. Mas deve ser defeito daqui. Mas como já o li.


Acho-o muito bom mesmo.

Parabéns... poeta do Luso!

Laura disse...

É sim minha menina loureira! Em Portugal há demasiados Poetas, cada qual com seu estilo! O Sandokan e o zeca paleca e eu...somos poetas de brio ehhh tou a reinar, eu sou apenas uma poetisa pequenina ainda, mais velha que eles, mas poetisa sim senhora...
O Luso é lindo, tem as matas do Buçaco, tem rios tem terras tem verdes, tudo é belo ali...

loureira disse...

Adorei este: "minha menina" juro que adorei. Já tou a pensar correr para a porta antes que o senhor Zeca Paleca se arrependa de me ter convidado!

Ai... vou simpatizar com a laurinha. Ai vou vou.

Nunca li nada da laurinha. Onde posso ler a poetisa?! Onde?! Onde?!...

Já vou arranjar uma pessoa simpática. É amiga do senhor Zeca Paleca?! Interceda por mim e diga-lhe para me deixar a porta entreaberta. É que eu não tenho a vossa qualidade. Tou para aqui a inventar a ver se me aceitam! Tou a ficar nervosa!!!


Sobre o Luso/Buçaco, eu sei. Muitas tardes passei na sua floresta. Estou a falar a sério. É mesmo um sítio encantado.

E eu gosto de encantos.

(obrigada laurinha por me dirigir a palavra.) Venha de lá a poesia. E, espero que mais alegre do que a que eu vi do Naeno. E, por favor, diga-me que não despacha anjos! Senão eu fujo!

bj.
obrigada

Laura disse...

Ó minha querida loureira (adoro loureiro, o cheiro, e usoo-o em quase todos os cozinhados..quem sabe loureiro vem do Luso ehhh? a minha menina apenas tem de clicar onde tá a minha careta e entra logo nas minahs poesias ehhh a de ontem até é bem chegada.. Eu gosto mais de fazer troavs de amor ejhhhh não despacho Anjos e entendi ehhhhhhhh


Ó zequinha então? a menina quer a porta entreaberta, bamo lá, com uma simpatia destas..ele vem já minha querida, ams parece que anda por fora a dar boleia às pipis das pernas altas, ora veja lá acima...

Laura disse...

Mina loureira. O zeca mandou recado que está de férias, mas mal chegue vem abrir a porta a ti, ele é um dos ninos que mais salta por cá, tem cá uns ténis..fax xabor.
Então quando me visitas?

loureira disse...

Olá laurinha!

Sabes que eu gostei de ti! A sério. Também só tu é que deste conta de mim. Mas.... já é um pontito positivo.
Também gosto muito de loureiro!

Agora vou-te dizer, nos confins das terras do luso, tentar apanhá-lo molhado, com a chuva a cair é que não dá! Aconteceu-me um dia isso. Ainda guardo as folhas à espera que sequem... nunca mais! Nem ao sol elas secam. Há coisas do diabo. Qual anjos qual quê?!!!

Na cozinha só gosto de o ver e sentir na comidinha que os outros fazem para mim!
Eu ia gostar da tua comida. Nela não falta loureiro.

Tenho que te falar a verdade. Eu já fui à tua casa, só que não li. Desculpa. Mas prometo que vou, logo que puder. E, se me permitires, direi de minha justiça o que acho. Mas não contes com muito da minha parte. Não sou lá muito boa nestas coisas do agrado a tudo e a todos... serei franca.

Sobre os anjos. Entendeste mais do que eu que escrevi mais ou menos por escrever. Não percebi.

Só quero que não me despaches já mim. É que toda a gente me despacha de todo o lado... e não deve ser por eu ser anjo nem nada. Nem asas tenho. Se tivesse entrava-lhes pelas janelas dentro, que eles iam ver... ahahah Mas nem isso.

A pé é que eu vou bem. E, descalça que é como gosto de andar.

Por falar nisso. É verdade que aqui no luso o senhor Zeca Paleca tem uns ténis?!!!!

Ténis?!!! Se fossem botas. Sapatos. Agora ténis?!!! Mas que coisa mais moderna. Temos que remediar isso...

Agora percebo porque é que eu não o ouvia quando ele passava. Silencioso.

Oferece-lhe umas botas pretas. Eu ofereço-lhe os sapatos. Quando este gentil cavalheiro fizer anos. Será que ele faz anos?!

Só lhe quero mostrar que eu não sirvo para o Luso. Ele de Boa Vontade disse que sim. Mas eu duvido.

Ele é que sabe, não é?! Aguardo então pela sua volta de férias, que deve ser demorada. Eu vi!!! Deve ter ido com aquelas estrangeiras bonitas!!!

Que se divirta, então.
Boas férias senhor Zeca Paleca!


Laurinha. Sejas lá quem fores...

Obrigada
(loureira)

Laura disse...

Ei não despacho Anjos nem os invento, ou então estás a referir-te ao naeno me postar foto como anjo! Nada disso, foi ideia dele, existem Anjos mas aqui não... Tão despachados os Anjos e os anjinhos..

Loureira bota palavra quando quiseres e puderes. até mando meu email se quiseres e falamos por lá laura_vieira@portugalmail.com.

O zeca é um brincalhão de primeira e às tantas está aqui a dizer que foi pa CanCun..sei lá, homens inventam até que a ma~e partiu a perna para não irem a um encontro. conhelo quem o fez..pobre da senhora, e a ir pelas histórias daquele filho, a muié com 80 ainda é viva e já partiu as pernas centenas de vezes...

Enfim, mata é lindo, eu adoro aqueles verdes. So passei no Luso, não andei a ver, ams não descarto um dia ir lá e percorrrer aquelas matas,a companhada claro, senão perco-me de todo ehhhhh e depois nem os ténis do zeca me salvam ehhhhh..
beijinhos moça linda e aparece, moça nina o que for, eu sou moça cota e depois?...

loureira disse...

Os anjos não têm idade, laurinha! bj


Anotei. Aparecerei. Gostei de ti.
És bonita.


... e repito.... os anjos não têm idade!

Laura disse...

Ó loureira, boa, os Anjos não têm idade? pois não, são cumu a mim, já ando lá pelo meio e pareço uma nina cheia de vontade de viver e de continuar a viver como gosto...na maior,sem fazer mal a ninguém, e ao menos ajudar se der para isso, ehhhhhh.
Bom, também te deitas muito tarde ? é que conheço um jove que também escreve a altas horas da noite! Foi por isso que sonhei com ele esta noite, que me ia mostrar a floresta do Luso e eu encantada a andar por ali com aquilo quase deserto, e sentei-me aos pés de uma árvore centenária a falar com os amigos da floresta, os Duendes as Fadas, Gnomos, Ondinas Salamandras, estavam lá todos, que me custou aa cordar lá isso foi e voltar à realidade para recomeçar tarefas..mas um dia eu hei-de lá ir acompanhada de um certo senhor...

Queres ir também? é só marcar. deixa que o zeca ainda vai na excursão dele, mas depois faço gosto em que nos acompanhe..rais do rapaiz que é um BOM VIVANT...

Laura disse...

Raios, vamos deixar de falar aqui ó loureira. mal entro nisto aquele axiológico que não tem lógica nenhuma põe aqui cenas maradas que detesto, assim falamos noutro lado ou quando o zeca ou o tigre fizerem novo post.

loureira disse...

oh laurinha

eu já corro atrás de ti. Até pareço o Zeca Paleca que não para de correr. Sabe-se lá para onde... ando a ver se lhe agrado e ele me vê valor... também se não vir é porque é cegou ou cegou... porque tu viste laurinha.... tu viste!!!!

e se viste... só podes ser boa.

um anjo!!!! eu chamo-te e sinto-te como entender... e anjo... anjo... é o que melhor me sou-a...

tu és boa laurinha... a sério!!!

- eu acredito mesmo nisso. a idade não existe. Só a matéria a tem. E ninguém é o seu corpo. Minto! alguns não são! são entes eternos... de outros tempos...

brinca brinca laurinha... mas eles parecem gostar de ti... senão como podia eu ter olhado para ti deste modo desta maneira?! És uma querida. Queria que fosses feliz. - sou estúpida. Deixa pra lá! Ainda hei-de dizer muito disparate. Porque o que eu sinto é um disparate quase para todos... não está a ser para ti... e, eu tenho prazer em agradecer-te... sempre... sempre...

não tenho visto gente como tu... queria ver mais! muito mais!!! mas, se só tu existires, assim tão boa... eu já fico com um sorriso bonito e uma emoção no meu rosto.

Sê feliz menina... muito...

é... também é complicado para mim que sou meio retardada... mas estou a habituar-me às visões e a tentar dizer de mim pra mim... é tudo normal!

Imagina que fico a olhar... sei lá a ver... pra me convencer que não é assim tão mau... acho que tou a conseguir... não sei bem...ui!!!!!!!!!!! que coisa!!!!!!! que mapa estranho. Sabes que estive a ver se vi-a lá, Portugal?! NÃO VI!!! Devo ser ceguinha de todo!

Quem é o Sandokan?! Tu falas sempre dele. Eu vi um poema dele, por sinal, muito bom. Até lhe chamei poeta do Luso. É, não é?!

não devo ir com vocês. mas gostava. ..

ó laurinha querida... realiza todos os teus sonhos. teus desejos. Tu pareces merecê-los.

- se quem não os merece os realiza, porque não tu?!!!!

Vai lá à floresta... eu estarei por lá... esperando em cada réstea de sol por entre as árvores amadas... por vocês... e, dar-vos-ei as boas vindas com todo o amor e carinho.

Se conseguires ir... desse modo... a promessa fica feita. Eu estarei presente sem estar.... mas tu perdes a noção do Tempo/espaço, por vezes... por isso... quem sabe...

Um beijo grande menina
por todo este teu afecto e carinho.

Tudo de Bom para ti
(loureira)