quinta-feira, abril 23, 2009

Discriminação a Brasileiros na Europa

Olá amigos...

lembram de mim ?

Axiológico...

Pois andei meio sumido do blog, apesar de acompanhá-lo "off-line"

Primeiramente quero mandar um abraço a todos os amigos do blog...

e passar-lhes a notícia que me causou um pouco de tristeza...

Foi revelado um estudo sobre discriminação e xenofobia e o resultado apontou que em Portugal o povo mais discriminado é o brasileiro...

Achei estranho, pois, pelo menos neste espaço sempre vi todos os Brasileiros muito bem tratados, porém segue a matéria para que sirva de exemplo para pessoas que não são tão amigas quanto vocês:

fonte LINK:

"

Um estudo publicado nessa quarta-feira pela Agência de Direitos Fundamentais da União Europeia (FRA, na sigla em inglês) indica que 44% dos 64 mil brasileiros que residem legalmente em Portugal teriam sofrido algum tipo de discriminação nos últimos 12 meses.

Segundo o estudo, esses brasileiros teriam sofrido discriminação ao tentar abrir uma conta bancária, ao buscar trabalho, residência, serviços sociais e de saúde, ou mesmo em bares, restaurantes e lojas. O estudo indica ainda que 74% dos brasileiros consideram alto o nível de discriminação e racismo em Portugal.

Esses números fazem parte da primeira pesquisa já realizada pela FRA sobre a situação dos direitos fundamentais nos 27 países europeus, baseada em entrevistas realizadas com 23,5 mil imigrantes e membros de minorias étnicas residentes no bloco.

O estudo revela que 12% das pessoas que se incluem em um desses grupos foram vítimas de algum tipo de violência motivada por questões racistas durante os últimos 12 meses, entre elas roubos, ameaças e assédios.

Conforme a FRA, 37% dessas pessoas afirmam ter sido discriminadas de alguma forma nos últimos 12 meses e 55% sentem que a discriminação por motivos raciais está amplamente difundida no país onde vive.

O único país no estudo em que são apresentados dados que citam especificamente a discriminação de brasileiros é Portugal.


IMPUNIDADE:

A FRA chama atenção para o fato de que 82% das vítimas declaradas dessas práticas não denunciou a agressão às autoridades locais. "A pesquisa revela o quão elevado é, em realidade, o número de delitos racistas e a discriminação na UE. Os números oficiais são só a ponta do iceberg", afirmou Morten Kjaerum, diretor da agência.

"Isso significa que os autores dos delitos continuam impunes, que não se faz justiça às vítimas e que os responsáveis pela formulação de políticas não podem tomar ações apropriadas para evitar que se repitam as infrações", ressalta.

O motivo da omissão em 80% dos casos é a falta de conhecimento a respeito das instituições encarregadas de ajudar vítimas de racismo ou discriminação. Essa foi a razão apresentada por 92% dos brasileiros entrevistados em Portugal.

Outros 40% das vítimas considera esse tipo de incidente algo normal, enquanto 64% disseram acreditar que sua denúncia não teria resultados. A raiz dessa desconfiança, segundo a pesquisa, está na percepção que as vítimas têm do poder público. Entre os entrevistados, 58% dos norte-africanos e 50% dos ciganos disseram acreditar que já foram abordados por agentes de segurança apenas devido a sua origem étnica"

FONTE: site www.terra.com.br

6 comentários:

VANUZA PANTALEÃO disse...

Oi, amigo!
Infelizmente, a discriminação racial ainda se encontra infiltrada nas mentalidades de grupos que até se dizem "civilizados".
Um artigo esclarecedor!!!Bjsss

Axiológico disse...

É uma pena... pois todos são iguais independente de condições financeiras, cor, religião...etc...

Ainda bem que neste blog não existe isso e sempre fui muito bem recebido pelos amigos...

Confesso que depois do falecimento do grande Acácio Simões eu fiquei um pouco afastado...

Mas espero que o blog volte com tudo...

Abraço pra todos

Axiologico

Ácido Cloridrix HCL disse...

Pois é amigo, esse mesmo tema já foi amplamente abordado entre mim e a minha cara metade, ela brasileira e eu português!!! A principio tb fiquei indignado com a noticia, mas agora, depois de analisar bem os factos acho q até essa noticia afinal tem algum fundamento acredita!!!! Abraço, HCL

mafarrico disse...

E vem mais!

Nada como uma boa crise para vir ao de cima o pior dos povos...

Abraços,

luafeiticeira disse...

Acho que a notícia merece reflexão, assim de repente parece-me que há motivos para que isso aconteça, mas posso estar enganada, claro. Ora vejamos; os povos de leste,com algumas excepções, têm fama de ser bons trabalhadores, daí não sentirem esse xenofobismo. Os dos PALOP procuram, essencialmente, trabalho nas obras (eles e em limpezas (elas), trabalhos muito pouco procurados pelos portugueses, logo é normal que aí os aceitam; os brasileiros não procuram, propriamente, os trabalhos dos africanos, mas aqules que também são procurados por portugues, daí alguma rejeição que não sei se será propriamente pelos patrões , mas pelos outros empregados que, sendo portugueses e sabendo que eles são bastante activos, receiam que lhes tirem o lugar. Repito: isto é um comentário fruto de pouca reflexão.
beijos

Karina Aldrighis disse...

Obrigada pela visita ao meu blog, Sandokan, venha sempre que quiser, só não me descrimine, rsrs, sou brasileira, como deve saber, abraços poéticos