segunda-feira, fevereiro 01, 2010

SEI QUE NADA SEI!


Afinal, o que é que eu sei?
Naquela época – quando o tempo contava - eu imaginava que um dia saberia viver e que tudo se tornaria mais fácil, menos doloroso. Nunca nada ficou mais fácil, pelo contrário, sempre ficou mais difícil e, confesso, algumas vezes mais complicado, quem sabe até mais angustiante.
Achei que já sabia tudo sobre o perdão. Descobri que não era verdade quando recebi um e-mail de uma pessoa que nunca vi nesta vida, pedindo-me perdão por não ter escutado a voz do Universo.

Achei que sabia tudo sobre o trabalho. Não, não sabia; quando um senhor todo molhado por estar ao meu lado trabalhando à chuva, ficou com os olhos marejados de lágrimas ao saber que naquela tarde ele iria receber um bom aumento no seu salário mensal.
Achei que sabia tudo sobre o amor de mãe. Aprendi que a mãe não tem olfacto quando se trata de cuidar de um filho ensanguentado há mais de 12 horas. O cheiro do sangue não existe para ela.
Achei que sabia tudo sobre os meus amigos. Claro que não sabia que o verdadeiro amigo não te abandona quando o teu dinheiro e a tua posição social se vão embora. O verdadeiro amigo é aquele que divide contigo as lágrimas da decepção de uma traição e de uma calúnia.
Achei que sabia tudo sobre empresas. Claro que aprendo a cada dia que o verdadeiro companheiro de trabalho é aquele que tem cérebro e não pés e mãos. É aquele que diz não senhor, não deve ser assim porque desta maneira vamos errar.

Achei que sabia tudo sobre a lealdade. Não, nada sabia, pois a lealdade não se expressa em palavras mas sim em atitudes.
Achei que sabia tudo sobre os filhos. Aprendo a cada dia que eles são iguais a nós quando criticávamos os nossos pais. Os tempos mudam, mas as verdades só se expressam de outra forma.

Achei que sabia tudo de valores, de bens materiais e de coisas que podemos ver, pegar e admirar. Estava terrivelmente equivocado. As melhores coisas da vida não têm formas. Não se pegam, não se vêem. Sentem-se e invariavelmente manifestam-se por arrepios...
Achei que sabia tudo sobre religião. Não, não sabia! A minha não é a única certa. A verdadeira religião é aquela que o nosso coração clama: Não faças aos outros o que não queres que te façam a ti.
Achei que sabia tudo sobre mim. Aqui cometi um dos meus maiores equívocos. Descobri que aquilo que as pessoas acham que é egoísmo na realidade é amor próprio.
Achei que sabia tudo sobre o amor. Não, não sabia! Aprendi bem tarde o que realmente significa amar. Dar sem cobrar. Oferecer sem pedir.

Achei que sabia tudo de tudo. Na realidade descobri que só sei o que não devo fazer. Aprendo a cada dia o que preciso e devo executar. Na realidade SEI QUE NADA SEI.

E tu achas que já sabes tudo?

Sei que nos veremos um dia.

106 comentários:

Lethéia disse...

Verdadeiro..parabéns! boa semana!

HELENA AFONSO disse...

Este seu texto é não só muito verdadeiro, mas muito profundo e e necessario saber ler nas entrelinhas, escutar bem as palavras , reflectir nelas para o perceber completamente, todos o deviam ler...... eu adorei!
Obrigada pela visita e pelo comentário que me de4ixou, será sempre benvindo!
HELENA

Chocolate disse...

olá! obrigada pela mensagem de feliz aniversário! =) beijinhos e boa semana!

Graça Tristão disse...

AGRADEÇO SUA VISITA AO MEU CANTINHO QUE É FEITO COM MUITO CARINHO... FIQUEI EMOCIONADA AO TE LER... VOCÊ É UM "POETA"...
REALMENTE A SIMPLICIDADE É UMA VIRTUDE... QUEM CONSEGUE TER E SER COM CERTEZA APROVEITA MELHOR A NOSSA PASSAGEM POR ESSA TERRA...
PAZ E LUZ NO SEU CORAÇÃO!
UMA LINDA SEMANA PRÁ VOCÊ...
GRAÇA

Maria José disse...

Saber que nada sabemos já é um grande passo para a reforma íntima e o autoconhecimento.
Agradeço sua visita ao Arca e as belas palavras ali deixadas. Gostei do seu espaço e estarei passando sempre por aqui.
Um grande abraço e tenha uma semana feliz.

São disse...

A única coisa que se sabe é nada , nada se sabe. Ou, então, muito pouco mesmo.

essa escadaria levou-me a Agosto de 1970, rrss

Que a semana seja excelente.

Laura disse...

Não, não sei, assim como nada sei sobre ti, ou antes, sei alguma coisa, pouca, também não sei tudo sobre mim, porque somos feitos de formas diferentes, sonhos diferentes e acima de tudo sei que errei vezes mil, e sei também que quero ser perdoada pelas ofensas que causei, pelos ódios que despoletei, e pelas raivas que ainda me têm, mas, a vida se encarregará disso.
Gostei de te ver pelo resteas...Um grande e carinhoso abrço da laura, agradecida, sempre, sempre...

dá também um abraço ao zeca paleca, o menino das sapatilhas que tanto se juntou a nós, para nos deixar a rir...laura (ele não quer aparecer para recordarmos?)

Faniquito disse...

... impressionante !!! Tem tudo a ver com o meu momento!!! :)

Subscrevo e assino em baixo...textualmente!!!

Sim , eu já tive a suprema arrogancia de achar que era muito " sabida", aí , a vida (sempre sábia, por menos que a entendamos:) me deu as lambadas necessárias para eu me situar....e acho que aprendi.Não sabemos nada e tampouco temos o poder que tanto pensamos ter. hehehe


Vou acompanhar esse cantinho lindo de idéias muito bem colocadas.

Beijinhos

Ana

Irene Moreira disse...

Sim tenho certeza que nos veremos um dia e, depois do que li aqui postado por ti, não precisarei te procurar pois só no sentir, no olhar saberei que és tu.

Samdonkan obrigado por su avisita ao M@myrene e mais ainda pelas palavras tão especiais e comoventes que lá deixastes. Como me fizeram bem.

Quero continuar por aqui para passear por estas mensagens de vida e talvez não possa fazê-lo tudo de uma vez, mas já estou a te seguir e retornerei mais vezes.

Beijos

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Maravilhoso! Lindíssimas palavras que vc me deixou, querido. Nem sei o que dizer. Ofereço estas do nosso grande Poeta.

*Quando estou só reconheço
Se por momentos me esqueço
Que existo entre outros que são
Como eu sós, salvo que estão
Alheados desde o começo.


E se sinto quanto estou
Verdadeiramente só,
Sinto-me livre mas triste.
Vou livre para onde vou,
Mas onde vou nada existe.



Creio contudo que a vida
Devidamente entendida
É toda assim, toda assim.
Por isso passo por mim
Como por cousa esquecida.

Fernando Pessoa*

Beijos mil*********
Boa Semana!
Renata

Efigênia Coutinho disse...

Sandokan
disse:
Talvez seja por isso que eu não quero saber quem pintou o céu de azul, mas eu quero é o resto da tinta...

Você sobe acima, transcende tudo e todos, meus cumprimentos, adorei visitar este recanto mágico de palavras cheias de magia interior,
PARABÉNS
Efigênia Coutinho

Graça disse...

San,

..."sei que nos veremos um dia"...

É muito forte! Profético! Revelador.

Parabéns, poeta, e muito grata por convidar-me a conhecer-te!

Um beijo.

Sônia Silvino disse...

Amigo!
Belo e verdadeiro texto! Nada como viver para aprender!
Bjkas!

Sônia Silvino disse...

Esqueci de comentar que estarei te seguindo por aqui. Vou divulgar esse blog em THE BEST BLOGS, meu blog de divulgação do trabalho dos amigos talentosos! Confira:
http://soniasilvinothebestblogs.blogspot.com
Abraços a todos do blog!

SONHADORA disse...

OBRIGADA PELO COMENTÁRIO NO M/BLOG
VOU SEGUIR VOCÊ
AS PESSOAS QUE PENSAM QUE TUDO SABEM...UM DIA VÃO CAIR NA REALIDADE

VOU VOLTAR
BEIJO

mundo azul disse...

_________________________________

...sim! Temos é muito o que aprender...

Muita emoção no seu texto! Gostei de ter lido!


Beijos de luz e o meu carinho...

_______________________________)

Fernanda disse...

Olá amigo,

Vim atrás de si para o conhecer melhor e fiquei fascinada.

A vida vai passando por nós e deixa-nos marcas, dá-nos experiências
vivenciais incomparáveis e mostra-nos que quanto mais sabemos menos sabemos. " Eu só sei que nada sei", não podia estar mais certo o seu autor.

Obrigada por me ter visitado, em boa hora, penso que faremos um boa amizade.
Voltarei e serei sua seguidora.

Abraço,

Desnuda disse...

Querido amigo Sandokan,

hoje a postagem do Sam teria o título CORAÇãO, de Henriqueta Lisboa. Deixarei pra próxima semana. Mas o poema começa assim " Coração conheço que deconheço..." E sei que ainda engantinho neste mundo. " SEI QUE NADA SEI". Estas letras estão orvalhadas por lágrimas pela beleza do texto. Obrigada, Sandokan.

Mas umas palavras que deixou no Desnuda sensibilizou-me demais. Estas sei. Mas você, até hoje, foi o único que, intuitivamente e não sei como, SABE e assim escreveu:

"Mas nenhuma força é tão grande para fazer esquecer pessoas, que por algum motivo um dia nos fizeram feliz!"

Obrigada por estas palavras tão oportunas. É sempre bom que alguém nos diga isso em alguns momentos...


Carinhoso beijo.

Desnuda disse...

* Correção pelo erro da emoção rsrs

Aspas só para Henriqueta Lisboa:

" Coração conheço que desconheço..."

claudete disse...

Primeiro quero agradecer a visita e o comentário, sinto-me gratificada , e feliz pelo encontro "profético", sim , porque lendo o que você postou hoje, nas entrelinhas, vê-se a sensibilidade que brota em verdade.Claro que vou ficar acompanhando a explosão de sua alma.
Obrigada.

Geisa Machado disse...

Olá Sandokan!
Quando a gente pensa que sabe todas as respostas, vem a vida e muda todas as perguntas. É por isso que não existem verdades absolutas.
Obrigada pela sua visita e seja sempre bem vindo.
Bjusss

Canduxa disse...

Nunca sabemos nada, apesar de pensarmos que sabemos tudo.
Mas o que é a vida senão uma aprendizagem constante?
Todos os dias aprendemos com nossas experiências e todos os dias vamos dando um passo para nos encontrarmos na luz.

Gostei do teu texto, das tuas palavras, da tua sabedoria interior.
Obrigado pela tua visita o meu mundo.

Pelos caminhos da vida. disse...

A vida é um aprendizado.

Obrigado pela sua visita, espero poder contar mais vezes com ela.

Uma semana de luz.

beijooo.

Bell Pimentel disse...

Muito bonita a mensagem que postou lá no blog.

Boa semana para você também!

Saudações fashionistas, Bell!
[http://fashionistabaiana.blogspot.com/]

Bandys disse...

Sandokan,
Obrigado pelas palavras.
Adorei, guardarei elas no meu coração.
A vida é uma faculdade e o diploma só vem no final.

Beijos na alma.

Triste Flor disse...

Obrigada por tão carinhosa visita, por tão intensas palavras, elas foram guardadas, ouvidas, sentidas... lindas palavras as suas,escritass com a intensidade do que se sente, sentir, ser, fazer... somos qndo fazemos, qnado sentimos, qndo ousamos, quando somos nós mesmos, e nem assim, ainda temos certezas de que somos tudo, pq somos incompletos, somos buscas constantes, somos tudo e nada, silencio e sons, parada e desafios, e qndo caminhamos numa infinita estrada achando que ja conhecemos a paisagem, vemos que só demos um passo, miragem... a vida é um mistério a ser descoberto, vivido... bjus poeta.

Veronica Kraemer disse...

Muito obrigada por sua visita, suas palavras me emocionaram e este texto que escrevestas aqui é belíssimo!!!
Muito prazer em lhe conhecer, voltarei sempre!!!
Beijos e uma linda semana!!
Vero

LUIS FERNANDES disse...

Bonito texto, companheiro da mesma estrada. É de poeta sim, como já alguém escreveu em cima.
Abraço.
Luis Fernandes
(www.questoesnacionaos.blogspot.com)

SONHADORA disse...

OBRIGADA PELO COMENTÁRIO
SINTO QUE APESAR DE JOVEM A MATURIDADE FAZ PARTE DE VOCÊ

JAMAIS DESISTI DE MEUS SONHOS
ESPERO QUE ACONTEÇA O MESMO COM O SANDOKAN....ADORO APRENDER COM A JUVENTUDE....
TENHO DOIS FILHOS, UM PRATICA JUJITSU (deve estar mal escrito)
O OUTRO CAPOEIRA
VOU VOLTAR

BEIJO DUMA PORTUGUESA

Wanderley Elian Lima disse...

Olá amigo
Como sempre seus textos são profundos e filosóficos cabendo uma reflexão profunda. Parabéns.
Grande abraço

Manuela Fonseca disse...

Olá,

Obrigada pelas lindas palavras que ficaram no meu cantinho. Grata!

Gostei muito deste blog e deste texto. Como diz o Homem: só sei que nada sei...

Beijinhos*

MISCELÂNIA RIFF disse...

Confesso e dou a mão a palmatória que tive de reler o seu comentário. Até pq.esteve lá pela 1a. vez. No entanto, achei a mensagem muito sincera e vinda da alma, de forma cristalina e verdadeira. Gosto de pessoas q. se misturam e se embolam, sendo explícitas e demonstrando o q. realmente estão sentindo naquele momento. Obrigada pelas doces palavras. Volte mais vezes. Gostei do seu Blog.

Maria Bonfá disse...

quem diz que sabe tudo, na realidade não sabe é nada.. a cada dia aprendemos um pouco.. beijão

MISCELÂNIA RIFF disse...

Perfect. Falou tudo e muito mais.. Flor do lírio acho q. não. Tô mais pra um espinho de uma rosa vermelha... Tá bom assim?? Obrigada amei o comentário..Não consigo te achar direito, vc. não é meu seguidor, fica mais dificil... Bjitos.

Ana Lúcia Porto disse...

Oi Sandokan,

Está aí um texto que resume aquela máxima de que "até o momento da morte, estamos aprendendo". Muito bem explorado..., além de bonito...

Beijos,
Ana Lúcia.

Ana Lúcia Porto disse...

Sandokan, agradeço a sua visita e o seu comentário que, por sua vez, eu o li e reli algumas vezes, de tanto que gostei. Muito gentil de sua parte.
Obrigada de coração, beijos,
Ana Lúcia.

Vanessa Karoline . disse...

obrigada pela especial visita ao meu blog .
que blog lindo e filosófico !
parabéns e mais sucesso .

" O que sabemos é uma gota, o que ignoramos é um oceano." (Isaac Newton)

;**

Eugenia disse...

Sandokan, adorei ler o que seu post, sempre que puder estarei por aqui.

Gerana Damulakis disse...

Sandokan: obrigada pela visita ao Leitora e pelas palavras, tanto as que lá deixou, quanto as que li aqui. Abraço.

andreia inoue disse...

muito bonita e tocante esse texto,um abracao.

Anne Lieri disse...

Sandokan,adorei o seu texto!Muito profundo e verdadeiro!Também cheguei nesse ponto de perceber o quanto nada sei,de estar aberta ao inusitado,ao que vem para ensinar e ao que vem para aprender.Quero fazer a diferença no Universo,sendo um ponto,mesmo que pequeno,de luz.Para isso,sei que muito tenho a aprender,mas tenho muito amor para ofertar,especialmente ás crianças,com quem também aprendo a cada dia!Obrigada pela sua gentil visita!Abraços,

Juliana Dias disse...

Belíssimo texto!!! Realmente a vida é um eterno aprender!!! Nada sabemos de fato! Viver é aprender e progredir, esse é o lema!

Obrigada pela visita ao meu blog, gostei muito do teu, estou seguindo! Se puder, adiciona-me lá!

Grande beijo!

Priscila Rôde disse...

Primeiramente, muito obrigada pelo comentário que deixou no meu blog. Gostei muito, de coração. Obrigada também pela visita!
Estou por aqui!

O "não saber" é que move os nossos desejos para as realizações.
O importante é manter a eterna busca, o auto - conhecimento.


Um beijo enorme.

Ju Fuzetto disse...

..."sei que nos veremos um dia"...

parabéns lindo texto!!!!

abraço

Tatiana disse...

Agradeço a sua passagem em meu blog.
Ler as suas palavras lá e aqui fizeram um bem enorme a minha alma sedenda por boas leituras.

Fica aqui a certeza do meu retorno ao seu mundo na blogsfera.

Um abraço carinhoso

Nydia Bonetti disse...

Vim agradecer a visita ao Longitudes e gostei daqui, Sandokan. Volto com mais tempo para ler tudo com calma. Abraço.

Nydia Bonetti disse...

E você tem toda razão: a simplicidade é uma virtude. Um dom precioso, eu diria. Mas é preciso cultivá-la. Eu a cultivo como uma flor. :)

- maria elis disse...

eu tenho essa mania de achar que sei tudo, até ver que nem sempre a minha verdade é a verdade certa (?). bom mesmo é quando reconhecemos que nada sabemos e que estamos dispostos a aprender, pois do que adianta não saber e não querer aprender?!
diferente de você eu ainda não sei o não devo fazer, mas creio que tenho tempo pra aprender (:


beijas e boa semana :*

Mari disse...

Uma verdade não só tua, minha também! Adorei este lugar! Abraço, Mari

Jéssica V. Amâncio disse...

Realmente, não sabemos nada de absolutamente nada. Pensamos que temos o rei na barriga, mas não sabemos nem o que é reinar, o que é pensar.
Adorei esse texto, demais. Suas idéias são muito boas e nos fazem refletir.
Muito obrigada pelo comentário no meu blog! Fiquei muito contente com tudo o que disse lá.
Vou te linkar para poder voltar sempre aqui.
Obrigada.

Garota Karioka disse...

Olá,
Vim retribuir a visita e me deparei com um cantinho maravilhoso!
Parabéns!!!
Beijos, beijos!

Nayara .NY disse...

Somos sinônimos de dúvidas...
Constantemente entramos em confronto contra nós mesmos e contra nossas próprias verdades!

Texto maravilhoso!
Parabéns pelo blog!
bjos

Graça disse...

Amigo, adorei o texto!
Faço minhas essas palavras, e pergunto-me, afinal o que é que eu sei?
Só sei que nada sei...

Beijinhos grandes.
Parabéns pela forma de escrever, e pela beleza da pessoa retratada.

Felina Mulher disse...

Texto lindooo!!!

Vim retribuir a visita e convidar-te a ser um seguidor...correndo agora, mas voltarei mas tarde para ler-te.Tem link e selinho por lá...fique à vontade.

Beijos....Felina.

Ana Martins disse...

Parabéns por tão excelente profundo texto. Todos os dias aprendemos algo e morremos sem saber tudo!

Beijinhos,
Ana Martins

Layara disse...

...intenso,verdadeiro, real. Reflexão perfeita!

gostei e voltarei.

Beijos de Luz!

Juliana. disse...

Bom, Sandokan, posso te afirmar que foi um prazer ter seu comentário no meu espaço, com um verdade incrível e doces palavras!
Quanto ao post: como estamos aprendendo a cada dia! A cada tropeço, a cada novo erro ou acerto,eu não sei dizer o quanto isso nos faz crescer mais faz com certeza, só que as vezes o tempo passa e eu gostaria de dar mais valor as pequenas coisas, mais tudo passa na correria e ficam muito para trás! Mais somos assim, mais a vida deve ser sempre um aprendizado e um novo recomeço a cada amanhecer!
Já te seguindo, e volte mais, seja sempre bem vindo viu!

abraços!

Marina Batista disse...

Demais o que você escreve!!! Quanta beleza em suas palavras! Muito, muito obrigada por tudo que escreveu como comentário em meu
blog, e por sua atenção tão grata para mim!
Muitas realizações
Marina

Pelos caminhos da vida. disse...

Desejo que em sua vida...

Não exista cara feia,
Não exista bolso furado,
Não exista tempo apressado,
Muito menos grãos de areia.
Não exista tempo fechado,
Não exista problema dobrado,
Não exista sonho frustrado,
Muito menos amor acabado.
Não exista amigo esquecido,
Não exista negócio falido,
Não exista boato mexido,
Muito menos dinheiro sumido.
Não exista tempo nublado,
Não exista ambiente abafado,
Não exista corpo dobrado,
Muito menos bom senso abalado.
Não exista mágoa engolida,
Não exista emoção reprimida,
Não exista alma sofrida,
Muito menos felicidade perdida...
Só desejo que você seja feliz!!!

(Desconheço o autor).

beijooo.

Juliana Lira disse...

Olá

Primeiro agradecer do fundo do coração.

"Quando falares, cuida para que tuas palavras sejam melhores que o silêncio."

Hoje tuas palavras foram melhores que o silêncio!Muito obrigada pelo comentário que deixou lá em casa...
Foi um bálsamo em meio as feridas que a vida por vezes teima em abrir( ou reabrir)

Segundo dizer que estarei sempre aqui,pois raras são as pessoas que procuram pensar sobre as coisas que realmente importam, e com certeza essas coisas não cabem em cofres no banco ou nos bolsos, mas no coração.

E por fim, descobri que nada sei dessa vida e muito menos de mim, mas sabe?
Quero muito saber!

Texto que nos faz pensar e pensar, e depois de muito pensar, nos torna um pouco melhor!

Grata

Milhões de beijos

Keli disse...

Sandokan muito obrigada !! Pela visita ao meu espaço na blogosfera, grata pelo comentário afetuso.
Te espero mais vezes, se me permite linkar seu blog ao meu assim o farei.
Sábias e sinceras suas palavras, já descrevi diversas vezes sobre como nos conhecer é uma aventura. Um mergulho no desconhecido.

Grande abraço,

Keli

Amanda Goulart: Jornalismo em tempo real disse...

Tenho um poema chamado sei que nada sei...
Realmente essa é a verdade da vida.
Quanto mais vivemos, masi aprendemos que ainda não aprendemos nada.
Nada sobre o amor, nada sobre o dinheiro, nada sobre o caráter, nada sobre nós mesmos.
Amei sua visita.
Aprecio ter ao meu lado pessoas de alma delicada e que exalam perfume mesmo á distância.
Estou lhe seguindo.
Um grande abraço.

Ana Lúcia Porto disse...

Oi Sandokan,

Tire uma dúvida para mim? Esse blog:

"SANDOKAN TIGER IN THE FIRE", não é o seu, é?!

Obrigada,
Beijos,
Ana Lúcia.

Laura disse...

Ehhh, amei, adorei a visita do zeca paleca, mas, deve vir cansado de Roma, os ténis já estão parados, já não correm tanto. Beijinho e obrigada por lhe dizeres para passar lá, vós dois ereis imbativeis, a mentir e a fazer rir, mas, adoravamos... que saudade daquele tempo...
Um abraço apertadinho aos dois, da, laura

Lucimar Sant`Ana disse...

Adorei a sua visita, em especial o que escreveu.
Convido também a visitar o meu outro blog. A vida simplesmente como ela se apresenta.
Gostei muito de tudo que li, descobrir que ainda nada sei. Tudo isso é real, quanto mais achamos que sabemos, ai sim menos aprendemos.
Devemos caminhar em busca de conhecimento para que não possamos perder a bussola da sabedoria.
Foi muito bom vir aqui, aprendi!!!

Beijos.

Lucimar

Agulheta disse...

Olá amigo Sandokan. A vida é feita de pequenos nadas,que a cada dia menos sabemos,ou por outra imaginamos que não.Eu em cada dia,tento ser mais eu,mais humilde e mais amiga,porque a vida deve ser partilhada em todo o seu,e nunca pela metade. O coração e alma de cada um,tem lá a resposta para as nossas coisas,só devemos reflectir e pensar um pouco.

Obrigado pela visita e palavras contidas no comentario que absorvi.
Abraço amigo Lisa

Manuela Freitas disse...

Olá Sandokan,
Surpresa a tua visita ao meu blogue e que palavras maravilhosas lá deixás-te!... Obrigada do coração.
Vim conhecerte e fiquei encantada, vou seguir o teu blogue, que considero muito bom e enriquecedor.
Quanto a este post, eu sou muito como aquele velho filósofo: SÓ SEI QUE NADA SEI. Penso que por muitas teorias que possamos ter, só aprendemos com a vida e todos os dias estamos sempre a aprender, a rever o que pensavamos saber.
O teu post sintoniza bem com o meu pensamento.
Um grande abraço,
Manuela

Pedrasnuas disse...

DEIXASTE NO MEU BLOGUE UM COMENTÁRIO MUITO PONDERADO,MUITO PERTINENTE,MUITO INTERESSANTE E MUITO VERDADEIRO...CHEGO AQUI E LEIO UM TEXTO IGUALMENTE AMADURECIDO ...NINGUÉM SABE TUDO...VAMOS APRENDENDO AO LONGO DA VIDA...FICA A ALGUMA EXPERIÊNCIA ...QUE NOS ENRIQUECE MAS DAÍ A SABER TUDO ...VAI UM PASSO DE MÁGICA.
OUTRAS VEZES O QUE ERA UM DADO ADQUIRIDO HOJE DEIXA DE SER AMANHÃ...E TUDO MUDA ,COMO TAL NINGUÉM É DONO DA VERDADE...HAJA HUMILDADE PARA ADMITIR QUE SABEMOS ALGUMAS COISAS...QUE ATÉ NOS AJUDAM...MAS PASSAMOS A VIDA A ERRAR E SEMPRE A APRENDER ATÉ DO FIM...

GOSTEI MUITO DE TE LER...

SAUDAÇÕES

poetaeusou . . . disse...

*
eu só sei
que tu sabes,
prender-me . . .
aos teus belos textos,
,
saudações,
,
*

Beatriz Prestes disse...

Adorei a reflexão!
Bea

REGINA GOULART SANTOS disse...

Sandokan, quão bela profunda reflexão por ti deixada nas "Entrelinhas".
Obrigada por sua visita e comentário.
Temos de nos desvencilhar de todas as amarras do passado, viver o hoje intensamente, e o futuro, de uma forma ou de outra sempre virá.
Ter consciencia quanto a necessidade das mudanças, já é um excelente começo.
Seu belo texto, de imensa sabedoria, "Sei que nada Sei", reafirma a necessidade de cultivar a humildade, e a importancia quanto a consciência de que "a vida é um eterno aprendizado".
Virei visitá-lo mais vezes.

Muitos beijos carinhosos

Marina Batista disse...

Oi! Gostei tanto que não poderia deixar de seguir seu Blog! Seu comentário em um de meus posts foi muito especial. Realizações
Marina

Edson Carmo disse...

Essa assertiva Socrática mostra que a única forma de saber alguma coisa é saber que não sabe. Os Gregos dos tempos de Sócrates diziam saber, mas não conseguiam responder as perguntas socráticas, o que levou Sócrates à perceber que também não sabia – daí a famosa frase.

Muito bom seu espaço, parabéns!

Edson Carmo

Pammella disse...

Não sei de nada MESMO. Cara, gostei daqui e obrigada pelo comentário que virou até post no meu blog. Beijos, volte sempre. Sempre estarei por aqui. Até!

T. disse...

até que tenhamos discernimento pra entender as coisas que vivíamos, um monte de outras já mudaram. O tempo que a gente tem na terra é pequeno de mais para entendermos o que quer que seja.
obrigada pela visita, abraços.
:D

Barbara disse...

Não sei se sei de tudo , simplesmente porque não sei nada.
Sou um equívoco com cabeça, tronco e membros.

Graça disse...

...e quem pensa que sabe...erra!

A vida é uma constante apredizagem.
Nunca se sabe tudo.

Gostei muito da forma como este assunto é abordado, mas gostei ainda mais da pessoa retratada.

Beijinhos lindo amigo.

Batom e poesias disse...

Retribuindo a visita.
Só sei que gostei do teu texto.
No mais.. sei lá.

bjs

Chá das Cinco disse...

Obrigada peolo comentário, espero que venha para o Chá mais vezes.
Voltarei para ler os teus post com mais calma.
Um abraço
Gemária Sampaio

FaBiaNa GuaRaNHo disse...

Obrigada pelas sábias e belas palavras, espero saber segui-las.
Espero-te lá npo lançamento.
Abçs

Viiii disse...

Que lindo texto, Sandokan!!
Aliás, muito obrigada por seu comentário lá no meu blog, foi bastante inspirador!
Mas esse texto!!, é divino. Eu também achava que sabia um monte de coisas, mas as pedras que aparecem em nosso caminho servem para nos mostrar o quanto somos limitados, e como seremos ternos aprendizes!
Abraços

cristal de uma mulher disse...

TE AGRADEÇO POR TUAS PALAVRAS E SE QUERES COLOQUEI COMO DESTAQUE POIS SÃO MAIS QUE CONSTRUTIVAS E MUITO ME ENCANTEI.
Sobre este texto aprendi muito e é sempre bom ler-te e aprender que nunca chegaremos ao máximo do conhecimento. Porque sempre alguem estará na frente de conhecimentos que deixam para traz para que otros venham aprender de suas próprias experiências.
Apredemos muito cada dia um pouco mais.
Lindo amigo um grande beijo de luz

Solange disse...

o seu comentário no meu blog revela que vc entrou dentro das minhas palavras e absorveu a verdade escrita por trás de todas elas e me colocou de frente com uma realidade jamais mostrada por qualquer outra pessoa nestes últimos tempos!!
obrigada por me libertar:
das minhas próprias palavras..
dos meus medos..
de mim mesma!!

Deusa disse...

Olaaaa....
O pior meu querido é que Nada Sei e cada dia que passa , sei menos ainda ... rsrssr
Beijo colorido

Hercília Fernandes disse...

Não descordando da máxima...
penso que sempre se sabe algo, inclusive que é preciso estar "aberto" a outras possibilidades.

Conhecimento se constrói gradativamente e em processo de intersubjetividade. Daí as experiências prévias são bases para novas construções.

Ser humano não é estático, a vida segue seu fluxo.

Belo texto, gostei de ler-te.

Abraços,
H.F.

Luma Rosa disse...

A cada dia quando aprendo algo, constato que ainda preciso aprender muito. Ah, os ignorantes pensam ou melhor, tem certeza que sabem tudo! O universo é grande para cabê-lo em um cérebro! Beijus,

Hercília Fernandes disse...

Corrigindo...

leia-se: "discordando".

Maripa disse...

O seu texto é lindo e cheio de sabedoria. Quem pensa que tudo sabe,não sabe o quanto se engana...
Se estivermos atentos podemos ver que todos os dias se aprende um pouco mais.
A vida,este caminho que percorremos, é um aprendizado constante.

Bem haja pela sua afectuosa presença e pelas palavras gentis que me deixou.

Um abraço amigo.Um dia nos veremos...

Helena Varandas disse...

Olá Sandokan!
Eu também utilizo muito esta frase"Só sei que nada sei" e, acredito piamente nela porque todos os dias aprendemos coisas novas e, com toda a gente!Gostei bastante deste seu texto parabéns!
Obrigado também pela sua visita e simpático comentário, apareça sempre que queira e possa, será sempre bem recebido!
Bom domingo
Helena

Mari Amorim disse...

Sandokan

e quem sabe?
obrigada pela visita e pela linda citação,
Boas energias
Mari

Sonia Schmorantz disse...

Obrigado, um lindo fim de semana para ti também.
abraço

Maria Maria disse...

Obrigada pela visita e pelos conselhos sábios. Fique a vontade para tecer comentários.
É um prazer conhecê-lo.

Um abraço,

Maria Maria

Quase Blog da Li disse...

Obrigada pela mensagem,
abraços
li

Juliana Carla disse...

Boa tarde a todos!

SANDOKAN, pessoa iluminada que DEUS me enviou nesta semana conturbada! Como encontrei a paz e a sabedoria em suas palavras. Só tenho que agradecer a você. E, se sentiu na alma minha pessoa, penso eu, que você transmite para a vida obras na busca da perfeição. Como é divino viver até mesmo nos empecilhos.

Vou seguir a magia deste cantinho. Sempre que puder virei aqui para deixar o meu carinho.

Ótimo domingo!

dade amorim disse...

Agradeço sua visita, valeu.
Um abraço.

emília disse...

Oi garoto...Bom Dia!!!
Vim agradecer a sua visita.Obrigada.Quero lhe deixar de presente um poema escrito por Cora Coralina, poetisa brasileira, que diz muito sobre a maneira de como podemos ver a vida.

Não sei... se a vida é curta...

Não sei... se a vida é curta
ou longa demais para nós.

Mas sei que nada do que vivemos
tem sentido,
se não tocarmos o coração das pessoas.

Muitas vezes basta ser:
colo que acolhe,
braço que envolve,
palavra que conforta,
silêncio que respeita,
alegria que contagia,
lágrima que corre,
olhar que sacia,
amor que promove.

E isso não é coisa de outro mundo:
é o que dá sentido à vida.

É o que faz com que ela
não seja nem curta,
nem longa demais,
mas que seja intensa,
verdadeira e pura...
enquanto durar.
Volte..estou lhe esperando.Um abraço
Emília

emília disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Essência e Palavras disse...

Não sabemos... Apenas pensamos que sabemos. E continuar com o pensamento nos leva a não compreensão dos sentimentos. O ouvir, o estar e o sentir~,são minúcias que tocam a nossa alma.

E antes de saber é preciso sentir.
Sentir mais e pensar menos.

Adorei estar aqui com você. Te receber com um comentario doce pela manha, nesta segunda... Foi acolhedor.

Boa semana, um beijjo enorme!

Fernanda disse...

Pelo teu comentario em meu blog se nota que les e pensas no que les. Es um bom observador da vida. O unico meio de aprendermos e' viver sentindo que nunca sabemos tudo. Embora por isso tenhamos momentos confusos...
[Queria do Mundo certezas achar
Pensamentos que me torturam perder
E na tenda da incerteza não mais acordar
E este personagem confuso deixar de ser]

[Num mundo de ilusões
Em busca permanente
Procuro no respirar, emoções
Sentires como toda a gente]

Mas sei que quero seguir atentamente cada manifestacao de vida da Vida
[As florestas cantam baixinho
A vida numa promessa constante
Meu coração ouve quietinho
Desejando da Vida ser amante!]

Laís D'Ponte disse...

Olá!!!!!!!!!!! Gostaria de agradecer muitíssimo seu gentil comentário em meu blog!!! Fiquei imensamento feliz ao lê-lo, pois suas considerações enriqueceram meu cantinho virtual e você foi de uma simpatia muito grande!
Espero te ver mais vezes por lá!

E a respeito desse teu texto, achei-o incrível, cheio de significado. Fez-me pensar! A única certeza que temos é que nunca seremos um plano concretizado. Estamos constantemente mudando a nós mesmos, mudando opiniões, conceitos, etc.
Sempre achamos que sabemos tudo sobre amor, amizade entre outros. Daí vem a vida e nos surpreende!

Um abração para você e uma feliz semana!

Maria Clarinda disse...

Palavras para quê ? Já tudo aqui foi dito!
Jinhos

Erica Vittorazzi disse...

Eu não sei nada. Gosto de aprender e desaprender. Estou tentando!!!!

Tatiane Trajano disse...

E quando a gente acha que sabe de tudo, é que não sabemos de nada.
Viver é aprender todo dia a mesma coisa.

Beijão!

Nilson Barcelli disse...

Ninguém sabe tudo.
Quando não sei, o que acontece muito, procuro saber quem saiba...
Gostei do texto.
Abraço

PS: obrigado pela tua visita, volta sempre

Naeno disse...

Quando sabemos muito, já o suficiente para impressionar alguém, temos de ter piedade desta rizonha Hiena, ela nem sabe se sorrir ou chora.
Quando nos encantamos com a quantidade de informações e truques que acumulamos ao longo da vida e nos satisfazemos nem nos incomodamos, ao contrários julgamos propício e mereceder dos elogios de alguém por perto, aí, nos encontramos parados, retorcidos como arame segurando uma porteira velha que não dá conta de quem e quantos passaram por alí. Quando realizados procriadores de informações que julgamos interesantes, e que aos ouvidos de outros fazem com que seus olhos se abram admirados, estamos fincados como marco entre o que não sabemos e o que jamis tomaremos conhecimento.
Quem sabe de tudo, tem conhecimento só daquilo que foi possível entender em partes, uma coisa, de uma coisa, de uma coisa de outra coisa estranhíssima.
Quem não se julga sabedor de muito, mas com convicção, talvez como Sócrates, se prever diante de todos, de monte de coisas e idéias que não param de surgirem e de um fundo verdadeiro, de cima abaixo dos seus pensamentos e de seus olhos e sua insignificância.

Sandokan
Beijos do Brasil, do Piauí
de mim teu irmão

NAENO

Sunshine disse...

Quando nos achamos detentores de algum tipo de verdade a vida encarrega-se sempre de nos mostrar o quão ignorantes somos.
beijinhos com raios de sol